TUA VISITA ME FAZ FELIZ

3000 postagens neste blog

3000 postagens neste blog
Search this blog - pesquisa por título

ARTE É VIDA

ARTE É VIDA
"Que haja ternura no lirismo da poesia da vida. Que haja coragem em nossos passos para seguirmos em meio à aridez dos sonhos desfeitos. Que haja força para reconstruirmos os alicerces dos sonhos eternizados na verdade de nosso coração. Que nesta senda nos seja permitido estar em aliança com nossos Irmãos de Luz e que sejamos a personificação do Amor."

NESTE BLOG - 3000 POSTAGENS - POSTS DESDE O ANO DE 2006

Aqui em 'Arte é Vida', você é o principal personagem deste roteiro de músicas, de paz e amor. Obrigada pela sua presença, é valiosa para mim, se quiser, deixe sua mensagem em meu livro de visitas, abraços, Sandra

Search This Blog-pesquise aqui todo o conteúdo deste blog- 3000 postagens- só pesquisar e clicar

Sandra Waihrich Tatit

Sandra Waihrich Tatit
"Que haja ternura no lirismo da poesia da vida. Que haja coragem em nossos passos para seguirmos em meio à aridez dos sonhos desfeitos. Que haja força para reconstruirmos os alicerces dos sonhos eternizados na verdade de nosso coração. Que nesta senda nos seja permitido estar em aliança com nossos Irmãos de Luz e que sejamos a personificação do Amor."

BIOGRAFIA I

Sandra Waihrich Tatit
Aniversário: 11 de Fevereiro
Signo astrológico: Aquário
Atividades: Direito , Literatura , Música e Educação
Profissão: Advogada
Local: Júlio de Castilhos : Rio Grande do Sul : Brasil
Clip de áudio
Quem sou eu
NASCI EM JÚLIO DE CASTILHOS, RIO GRANDE DO SUL, BRASIL.
MÃE DE TRÊS FILHOS, RUBENS, RUSSAIKA E ANGELA. FILHA DE RUBENS CULAU TATIT E CLÉLIA WAIHRICH TATIT.
SOU ADVOGADA, CURSEI DIREITO NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA, RIO GRANDE DO SUL, BRASIL.
CULTIVO A ARTE COMO UMA LIBERTAÇÃO, PIANO, VIOLÃO, CANTO E LITERATURA.
INTEGREI O CORAL DA UNIVERSIDADE.
LIVRO DE ARTE PUBLICADO, "UMA NOVA DIMENSÃO DA ARTE NA EDUCAÇÃO".
CURSEI PÓS GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO LATU SENSU.
VEJO A ARTE COMO UMA LIBERTAÇÃO DO SER HUMANO, UMA TERAPIA QUE AMENIZA OS SOFRIMENTOS DO COTIDIANO.
A MÚSICA É A HARMONIA DO HOMEM, A LINGUAGEM DO UNIVERSO.
INTERPRETO PIANO E VIOLÃO, APRECIO CANTAR.
POSSUO COMPOSIÇÕES MUSICAIS, PARA PIANO E VIOLÃO.
NA EUROPA, CONHECI UM POUCO DA HISTÓRIA DA ARTE, ESPECIALMENTE NA ITÁLIA.
DIZ GANDHI, "PRECISAMOS SER AS MUDANÇAS QUE QUEREMOS VER NO MUNDO".
SOU DO SIGNO DE AQUÁRIO, ACREDITO NA ASTROLOGIA E SUA INFLUÊNCIA EM NOSSA VIDA E PERSONALIDADE.
PRETENDO ESCREVER AQUI NO BLOG, SOBRE DIVERSOS TEMAS E POESIAS, TAMBÉM PUBLICAR TEXTOS RELEVANTES DE OUTROS AUTORES.
ESCREVO POEMAS, É UMA FORMA DE DAR MAIS LEVEZA À VIDA. PREGO A ARTE COMO UMA UMA VIDA DENTRO DA PRÓPRIA VIDA QUE SE ETERNIZA PELO ESPÍRITO, UMA LINGUAGEM UNIVERSAL.
UM TRIBUTO A CAMÕES NESTA FRASE ,"CESSA TUDO QUANTO A MUSA CANTA QUANDO UM PODER MAIS ALTO SE AGIGANTA."
Interesses:
ARTE E MÚSICA
DIREITO E EDUCAÇÃO .
Filme favorito
"FREUD ALÉM DA ALMA".
Música favorita
A CLÁSSICA " SONATA AO LUAR " DE BEETHOVEN.
Livros favoritos
" O PROFETA " DE GIBRAN KHALIL GIBRAN . GOSTO MUITO DE LITERATURA ORIENTAL. "OS HETERÔNIMOS" DE FERNANDO PESSOA (Poeta Português). OS POEMAS DE NOSSO POETA OLAVO BILAC
ME FASCINAM
COMO "A VIA LÁCTEA E BENEDITICE". CECÍLIA MEIRELES E LYA LUFT
MINHAS GRANDES MUSAS DA POESIA . "O ATENEU" DE RAUL POMPÉIA . A "DIVINA COMÉDIA" DE DANTE ALIGHIERI
"DON QUIXOTE DE LA MANCHA"
DE MIGUEL DE CERVANTES. QUERO RENDER UM TRIBUTO À MAGISTRAL LITERATURA DE CAMÕES EM " OS LUSÍADAS . "

SEJAM BEM VINDOS AMIGOS!


Arte é Vida e Educação

"Que haja ternura no lirismo da poesia da vida. Que haja coragem em nossos passos para seguirmos em

"Que haja ternura no lirismo da poesia da vida. Que haja coragem em nossos passos para seguirmos em

BIOGRAFIA II

Sobre Mim
Advogada
Universidade Federal de
Santa Maria

Brazil

Artes
Música-Piano-Violão
Literatura

ARTE É VIDA
A Arte é Linguagem Universal

•*¨*•♫♪•♫♪•♥♫•*¨*•♫♪•♫♪•♥
•*¨*•♫♪•♫♪•♥♫•*¨*•

Advogada
Produtora Rural
Agropecuária - Agronegócios
Arte-Música - Piano Violão e Literatura
Aprecio as pessoas transparentes e verdadeiras. As relações humanas me cativam, direito, justiça e paz
são minhas trajetórias de vida, ajudar o ser humano o máximo que me seja permitido, sentindo a beleza de minha vocação e o apelo do mundo atual à disponibilidade de minhas energias. Meu primeiro livro publicado 'Uma Nova Dimensão da Arte na Educação'. Na Europa conheci a História da Arte. Na Itália, França. Espanha, Alemanha, Holanda, Bélgica, Áustria e Suiça. Cursos e estudos na área artística e 'História da Arte'.
Sou membro da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Estado do Rio Grande do Sul.
Cursei a Escola Superior do Ministério Público e Pós Graduação em Educação Latu Sensu, minha tese foi sobre a Arte e a sua Dimensão no Ensino. Possuo composições musicais de minha autoria, música e letra.
Também alguns vídeos, os quais se encontram no youtube. Mensagens que circulam na internet, formatadas e sonorizadas. Músicas gravadas em seleção e editadas, para sites ou audiência .
Sou funcionária pública do Estado do Rio Grande do Sul.
Brasil.
Creio na Educação como a forma de melhorar o mundo e o ser humano, a Arte na Educação, como uma libertação e incentivo à aprendizagem mais eficiente. Na Arte Terapia, como forma de cura e amenização de conflitos existenciais. Na música, como a Linguagem Universal. Arte Pura como uma vida dentro da própria vida, se eternizando pelo Espírito.
Os artistas são as antenas da raça humana, eles auscultam e pressentem o porvir. Arte é Vida.
Sou mãe de três filhos, Rubens, Russaika e Angela.

'Minha alma tem o peso da luz. Tem o peso da música. Tem o peso da palavra nunca dita, prestes quem sabe a ser dita.Tem o peso de uma lembrança.Tem o peso de uma saudade. Tem o peso de um olhar. Pesa como pesa uma ausência. E a lágrima que não se chorou. Tem o imaterial peso da solidão no meio de outros'.
Clarice Lispector

UMA INTENSA LUZ ATRAVESSA O SILÊNCIO DA VOZ QUE CALA...

Status de relacionamentoDivorciada

Informações de contato: swrichtat@terra.com.br

Endereço
  • Santa Maria, Brazil

Site

E-mail
  • swrichtat@terra.com.br

Facebookfacebook.com/sandra.waihrichtatit

ARTE É INSPIRAÇÃO E EMOÇÃO

ARTE É INSPIRAÇÃO E EMOÇÃO

DIVINA MÚSICA

Divina Música!
Filha da Alma e do Amor.
Cálice da amargura
E do Amor.
Sonho do coração humano,
Fruto da tristeza.
Flor da alegria, fragrância
E desabrochar dos sentimentos.
Linguagem dos amantes,
Confidenciadora de segredos.
Mãe das lágrimas do amor oculto.
Inspiradora de poetas, de compositores
E dos grandes realizadores.
Unidade de pensamento dentro dos fragmentos
Das palavras.
Criadora do amor que se origina da beleza.
Vinho do coração
Que exulta num mundo de sonhos.
Encorajadora dos guerreiros,
Fortalecedora das almas.
Oceano de perdão e mar de ternura.
Ó música.
Em tuas profundezas
Depositamos nossos corações e almas.
Tu nos ensinaste a ver com os ouvidos
E a ouvir com os corações.

Gibran

MEUS BLOGS / SITES


MINHA PÁGINA NO FACEBOOK
facebook.com/sandra.waihrichtatit

CAMINHOS DA ARTE
http://sandrawaihrich.blogspot.com/

MEUS POEMAS DE IMPROVISO
http://aquariussandra.blogspot.com/

CAMINHOS SUBLIMES
http://caminhossublimes.blogspot.com/

EDUCACIÓN POR EL ARTE-MEU NOVO LIVRO
http://wwweducacionporelarte.blogspot.com/

BLOG TERRA
http://sandra737.blog.terra.com.br/

ARTE É VIDA
http://www.sandrawaihrichtatit.blogspot.com/

MEUS RETALHOS DE VIDA
http://meusretalhosdevida.blogspot.com/

VÓ NEZA
http://voneza.blogspot.com/

MINHAS LÁGRIMAS CONTIDAS
http://minhaslagrimascontidas.blogspot.com/

NOSSA GRUTA PREFERIDA
http://nossagrutapreferida.blogspot.com/

VÍDEOS E SLIDES
http://textossandravideos.blogspot.com/

ASTROLOGIA
http://aquarius-gemini.blogspot.com/

MY LIFE IS MADE OF MOMENTS
http://sandramoments.blogspot.com/

FAZENDA DO HERVAL
http://agropecuariagirassois.blogspot.com/

SINFONIA DE SENSUALIDADE
http://sinfoniadesensualidade.blogspot.com/

MSN SPACES LIVE
http://rurusan.spaces.live.com/

POESIAS E BIOGRAFIAS
ESSÊNCIA POÉTICA

MEU TWITTER
http://twitter.com/sandrawaihrich/

ESTATÍSTICAS
http://www.geovisite.com/pt/directory/artes_musica.php

DESABAFOS
http://whaareyoudoing.blogspot.com/

SITE 1oo CANAIS DE JORNALISMO INDEPENDENTE
http://100canais.ning.com/profile/SandraWaihrichTatit

SITE VERSO E PROSA
http://versoeprosa.ning.com/profile/SandraWaihrichTatit

EDUCADORES DO BRASIL
http://educadoresdobrasil.ning.com/

MY FACEBOOK
http://pt-br.facebook.com/people/Sandra-Waihrich-Tatit/100000404958625

E-MAIL PARA CONTATO
swrichtat@terra.com.br

MEU NOVO LIVRO DE VISITAS-ASSINAR
http://users3.smartgb.com/g/g.php?a=s&i=g35-65896-01

POLÍTICA SEM ÉTICA
www.politicasemetica.blogspot.com

DIGITAL ART

DIGITAL ART
"Que haja ternura no lirismo da poesia da vida. Que haja coragem em nossos passos para seguirmos em meio à aridez dos sonhos desfeitos. Que haja força para reconstruirmos os alicerces dos sonhos eternizados na verdade de nosso coração. Que nesta senda nos seja permitido estar em aliança com nossos Irmãos de Luz e que sejamos a personificação do Amor."

GUESTBOOK - SIGN HERE

GUESTBOOK - SIGN HERE
"Que haja ternura no lirismo da poesia da vida. Que haja coragem em nossos passos para seguirmos em meio à aridez dos sonhos desfeitos. Que haja força para reconstruirmos os alicerces dos sonhos eternizados na verdade de nosso coração. Que nesta senda nos seja permitido estar em aliança com nossos Irmãos de Luz e que sejamos a personificação do Amor."

CLIQUE NA ROSA PARA ASSINAR MEU LIVRO DE PRESENÇAS

CLIQUE NA ROSA PARA ASSINAR MEU LIVRO DE PRESENÇAS
FELIZ COM TUA VISITA

UMA INTENSA LUZ ATRAVESSA O SILÊNCIO DA VOZ QUE CALA

UMA INTENSA LUZ ATRAVESSA O SILÊNCIO DA VOZ QUE CALA
Grandes verdades são traduzidas pelo silêncio

ARTE É LIBERDADE

A OBRA DE ARTE É O EFÊMERO QUE SE TORNA IMORTAL

A OBRA DE ARTE É O EFÊMERO QUE SE TORNA IMORTAL
"Os Artistas são as antenas da raça humana, eles auscultam e pressentem o porvir" ... Ezra Pound

REGISTRAS TUA PRESENÇA CLICANDO NA ROSA

ARTE É AMOR E LUZ

A música é a linguagem dos espíritos. Khalil Gibran

A música é a linguagem dos espíritos. Khalil Gibran
Na dimensão daquilo que pensamos ou sentimos não há lugar ou tempo definidos ...

ARTE É VIDA

ARTE É VIDA
ARTE É VIDA E AMOR

MEU NOVO LIVRO DE VISITAS

NEW MAP-MAPA DE VISITANTES ON LINE

VISITAS ON LINE

CORAGEM DE SONHAR

"O mundo está nas mãos daqueles que têm a coragem de sonhar e correr o risco de viver seus sonhos"
Paulo Coelho

AMIZADE NOSSO BEM MAIOR

AMIZADE NOSSO BEM MAIOR

AMIGOS SEGUIDORES DO BLOG ARTE É VIDA - FALLOWERS

"Tudo quanto vive, vive porque muda; muda porque passa; e, porque passa, morre. Tudo quanto vive perpetuamente se torna outra coisa, constantemente se nega, se furta à vida."
Fernando Pessoa.

'Não queremos perder, nem deveríamos perder: saúde, pessoas, posição, dignidade ou confiança. Mas perder e ganhar faz parte do nosso processo de humanização'

Lya Luft


ARTE É VIDA - TRADUTOR

ARTE É VIDA - TRADUTOR
TRADUTOR INSTANTÂNEO-52 IDIOMAS-clique no livro acima

PAIXÃO E SILÊNCIO

PAIXÃO E SILÊNCIO
Blog Sinfonia de Sensualidade

CORAÇÃO E PAIXÃO

CORAÇÃO E PAIXÃO
" A Paixão, que não seja imortal posto que é chama, mas que seja eterna enquanto dure." Vinícios de Moraes

ARTE É VIDA 300..000 VISITAS - NEW POSTS

ARTE É VIDA 300..000 VISITAS - NEW POSTS

ARTE É VIDA E LUZ

ARTE É VIDA E LUZ

PLANTE AQUILO QUE DESEJA COLHER

PLANTE AQUILO QUE DESEJA COLHER
SANDRA WAIHRICH TATIT - NOVAS POSTAGENS - NEW POSTS

Monday, December 27, 2010

BOCAS QUE CALAM


BOCAS QUE CALAM

Por Sandra Waihrich Tatit



Da boca brota a fala,

brota o canto,

brota o beijo...

bocas que ardem de desejo,

bocas que dizem o que não querem ...

bocas que se vestem de saudade,

bocas que ardem de rancor.

Rompem amizades...

Bocas de minha vida,

quantos beijos,

quantas horas vividas...

a boca é uma sublime caixa de som,

onde a acústica de meu canto se encontra

com teu grito de ressentimento.

Num momento somos um,

em outros somos a distância!

Bocas que lamentam e atormentam...

bocas da minha vida,

doces guaridas para as minhas nostalgias,

bocas que calam...

e se eternizam!



Sandra Waihrich Tatit

Wednesday, November 03, 2010

UM DIA DE CADA VEZ

UM DIA DE CADA VEZ

By Sandra Waihrich Tatit



Nunca perde-se e expectativa de saborear,

nas estações da vida,

sempre há o tempo certo para todos os frutos,

os de cada estação com seu sabor peculiar,

resta apenas, sabermos esperar a hora da colheita,

a hora certa, o tempo de Deus não é o mesmo tempo nosso,

Deus conhece a nossa semeadura,

muitas vezes, ao ambicionarmos prematuramente um sabor,

nos privamos dele também prematuraramente,

por prematuras conclusões de un todo qua ainda não aconteceu,

cada dia é um novo espetáculo,

ultrapassamos nossas alamedas e novas árvores surgem,

com sementes latentes e belas,

as desconhecemos,

quase sempre mais belas que as sementes das árvores antigas.

Não podemos concluir um processo sem a sentença transitar em julgado,

a conclusão está somente no final de tudo,

após a juntada de todas as provas, estas muitas vezes são contra nós,

outras o tempo revela estranhamente a nosso favor,

vamos esperar com fé?

eu também estou esperando a minha sentença de vida,

antes que ela seja conhecida por nós,

seguremos nosso cálice com otimismo e fé,

vivendo cada dia como se fosse o último,

um dia de cada vez.




Sandra Waihrich Tatit

Meus Poemas de Improviso

02.11.2010 - 17hs15min

Saturday, October 09, 2010

*QUERIA SER UMA ESTRELA*

*QUERIA SER UMA ESTRELA*

By Sandra Waihrich Tatit



Queria ser uma estrela,

no firmamento de um sonho de contentamento fugaz,

sentir em minhas entranhas o sabor dos espaços,

dos planetas girando em eterna busca,

ainda que tão livres sejam e desconheçam esta liberdade plena,

planetas de minha imaginação,

transbordantes de liberdade,

enquanto temos a nossa tão limitada,

pelas leis mal feitas e mal aplicadas,

pela dor dos sofredores,

pelas opressões e pelos opressores,

pelos dissabores de assistirmos o grito silencioso dos oprimidos,

diante do cruel silêncio dos opressores.

Gira mundo,

gira e vai em busca na paz,

a paz de Deus,

a paz do homem,

a paz escondida e reprimida,

nas feridas mal curadas,

em cada mão que nega o carinho,

a solidariedade e o amor,

queria eu ser uma estrela e iluminar o mundo,

ser o divino alento de esperança,

esta, que dá ao homem a capacidade de superar e suportar o sofrimento,

seguindo sempre além.

Queria eu, ainda que por um momento apenas,

ser a dor e o prazer, cuidado prazer,

cautela, não vá a dor acordar!

queria eu ser uma estrela e vir silenciosamente a terra iluminar.



Sandra Waihrich Tatit

Meus Poemas de Improviso

Copyright Protected

Monday, September 27, 2010

IN VINO VERITAS



IN VINO VERITAS

By Sandra Waihrich Tatit



A linguagem das hipérboles é linda, a empatia, o cumprimento arbitrário das conveções pré estabelecidas é cansativo, no entanto, é delicioso demais, degustarmos o sabor de todas as coisas, em sua essência original, instintiva e intuitiva, mesmo as ditas proibidas, estas são as mais fascinantes. A sujeição exagerada às normais sociais, em um momento da vida é válida, depois se torna enfadonha, nosso ser grita por algo mais, além do trivial, transcende a mera expectativa, limitada por normas sociais, padrões ultrapassados, leis revogadas. Assim, adentramos em uma nova esfera mais ousada, rompemos com as normas pré estabelecidas, as uvas tornam-se melhores que o próprio vinho, são integrais e deliciosas. Benditas metáforas que me ensejam falar assim. Mesmo sem perspectivas para o futuro, urge que vivamos o presente intensamente, sem receio das emoções fortes, elas existirão sempre, gritam em nós e por elas nos fascinamos. Não há limite de tempo, para a degustação dos saborosos vinhos nas tabernas da vida, não há tempo para o cumprimento arbitrário de contratos pré estabelecidos, convenções tolas, nem fomos feitos, em nossa natureza originária, para cumprir regras rígidas. A busca do prazer e da realização, pode acontecer também pelo pensamento, pela emoção, alaborados pela criatividade de um artista, ávido pela transformação da matéria bruta, em fascinante senda de sublimidade. Não podemos exigir de nós, nada além do que queremos ou sentimos vontade de realizar, esta é a nossa verdadeira natureza. 'In vino veritas', diz o provérbio latino, no vinho, a verdade. Estamos com as uvas, maduras e deliciosas, estamos maduros e sedutores, experientes e ávidos, precisamos degustá-las urgentemente, o tempo nos consome, precisamos viver.



Sandra Waihrich Tatit

Copyright Protected

Brazil


Thursday, September 23, 2010

A ARTE, A VIRTUALIDADE E A CIBERNÉTICA


A ARTE, A VIRTUALIDADE E A CIBERNÉTICA

By Sandra Waihrich Tatit



A Arte surrealista, existencialista, abstracionista, cubista, transformista por vocação e emoção, sensual, instiga à reflexão, profundamente subjetiva, onde tudo é válido, languidamente, a realidade se transforma e atinge o imaginário de cada um, o imaginário mais escondido, as emoções fortes e reprimidas, uma vontade intensa e compulsiva, de sonhar mundos estranhos e multiformes, plurufacetados, multipolifuncionais, quase reais, com gotas se sonhos. Em stand bay ou slow motion, observa o mundo finito, vagarosamente atinge o envolvente estado fantástico, satírico, as mímicas se unem aos passos dos seres, nas calçadas, os homens quase máquinas, viram gente. A virtualidade explode o potencial humano, a cibernética grita como a ciência do futuro e, o homem a absorve involuntariamente, sente emoções estranhas e envolventes, excitantes, ama o teclado do computador, suas mãos deixam o piano, atingem impunemente o mouse, todos os anos de estudo da música erudita são perdidos num vazio ilusório, que a máquina transporta, aferecendo ao homem, o dom de suportar o mundo. A poesia torna-se marginal e o mundo surreal, o humor fica negro e disforme, a lua chora. O sol reverencia seu descanso, tudo torna-se escuro, o homem máquina constrói a sua lua própria. O robô, se rebastece nas horas dirigidas ao mundo imaginário, e então cresce. Deixa que a doçura da melodia o conduza à imortalidade dos sonhos. Deixa que a paz que reina dentro dele o transporte à lugares imaginários. Estranhos, indizíveis, indecifráveis e imortais. Deixa que o vento sussurre em seus ouvidos os caminhos que deverá seguir até a luz. O robô, sorri de sua desgraça e de sua graça que explode nova. Deixa que os desejos de alegria sejam amplamente vivenciados nesse momento ambivalente, presente, ambíguo e imaginário. Pois esse momento é único. É inédito e lhe faz feliz, é robotizado, aceita, como um súdito, esta trajetória. Vive intensamente, cada minuto do seu tempo, seu tormento é amenizado. Sonha, viaja dentro do astro rei sol que vive dentro dele, ele é gente agora. E, como num conto de fadas, é transportado para sua real identidade, o computador. Sem dimensão de tempo ou espaço, transcende as horas, segue a luz da máquina, agora humana. É acariciado por ela, necessita dela para viver. Na virtualidade se alimenta e se encontra, em vagaroso caminho para o futuro, espera assim, cada terapia, cada luz, para as quais só a arte conduz, a arte, é uma vida dentro de nossa vida, é a suprema linguagem universal. Os artistas pressentem o porvir, através das suas obras de arte, momentos efêmeros que se tornam imortais.



Sandra Waihrich Tatit

Copyright Protected

Tuesday, September 21, 2010

PRIMAVERA NATUREZA RENASCE

PRIMAVERA NATUREZA RENASCE

By Sandra Waihrich Tatit



Natureza, grande cenário

Que o grande artista Deus,

Presenteou o homem,

Para a realização de sua obra monumental.

Deus, grande regente da sinfonia universal

Na gratuidade da natureza

Encontramos o renascer de nossa plenitude cósmica,

E humana.

Nossas partituras da vida,

A cada ano se renovam,

E novas notas se fundem,

Novos acréscimos se somam,

Microcosmo e macrocosmo unidos,

Aliados na melodia universal.

Na harmonia já não vivida,

Homens e animais habitam a terra,

Homens em guerra,

Esfacelam suas almas calmas,

Desfragmentam a sua luz,

Que conduz e refaz,

E lutam pela física integridade.

Fogem dos assédios da luta,

Labutam pela paz,

Paz para o mundo,

Que em um segundo é destruído,

Pela ingrata bomba dos tempos

A bomba da morte precoce,

Pela insensata incoerência das horas,

Perdidas e disperdiçadas,

Nas disputas, nos preconceitos, nos confrontos,

Levando homens ao castigo da guerra,

E serem aqui ainda,

Nesta terra, vítimas silenciosas,

Da cumplicidade e das apropriações ilícitas,

Mas coniventes com tempos presentes.

Numa política infectada e desprezível,

Atuando em homens inocentes,

Carentes e incultos.

Anuncia-se então, nesta hora triste,

Da queda dos tempos,

Da guerra de almas brancas e inocentes,

Imaculadas e persistentes,

Na cauda perdida da destruição,

Do homem pelo homem,

Dos homens pelas máquinas,

Dos seres perdidos sem rumo,

A buscarem sua identidade na terra,

Violência, corrupção, engodos e trapaças,

Ardis e artimanhas vis,

A vida que dá à vida,

O universo conspira em nós,

Vamos à luta porque chegou a nova era,

A era do amor e da paz,

Trabalhemos pelo homem livre,

Da escravisão deste tempo,

Deste indigno tormento,

Um lamento que explode,

Sejamos presentes deste novo mundo.

Planetas giram exuberantes e imponente,

Homens ficam na terra,

Ainda em guerra,

Homens e animais habitam a terra,

Nada Maior que Deus!



Sandra Waihrich Tatit

Meus Poemas de Improviso

http://aquariussandra.blogspot.com/


AS QUATRO ESTAÇÕES DA VIDA


Você já notou a perfeição que existe na natureza? Uma prova incontestável da harmonia que rege a Criação. Como num poema cósmico, Deus rima a vida humana com o ritmo dos Mundos.Ao nascermos, é a primavera que eclode em seus perfumes e cores. Tudo é festa. A pele é viçosa. Cabelos e olhos brilham, o sorriso é fácil. Tudo traduz esperança e alegria.Delicada primavera, como as crianças que encantam os nossos olhos com sua graça. Nessa época, tudo parece sorrir. Nenhuma preocupação perturba a alma.A juventude corresponde ao auge do verão. Estação de calor e beleza, abençoada pelas chuvas ocasionais. O sol aquece as almas, renovam-se as promessas.Os jovens acreditam que podem todas as coisas, que farão revoluções no Mundo, que corrigirão todos os erros.Trazem a alma aquecida pelo entusiasmo. São impetuosos, vibrantes. Seus impulsos fortes também podem ser passageiros... Como as tempestades de verão.Mas a vida corre célere. E um dia – que surpresa – a força do verão já se foi.Uma olhada ao espelho nos mostra rugas, os cabelos que começam a embranquecer, mas também aponta a mente trabalhada pela maturidade, a conquista de uma visão mais completa sobre a existência. É a chegada do outono.Nessa estação, a palavra é plenitude. Outono remete a uma época de reflexão e de profunda beleza. Suas paisagens inspiradoras - de folhas douradas e céus de cores incríveis – traduzem bem esse momento de nossa vida.No outono da existência já não há a ingenuidade infantil ou o ímpeto incontido da juventude, mas há sabedoria acumulada, experiência e muita disposição para viver cada momento, aproveitando cada segundo.Enfim, um dia chega o inverno. A mais inquietante das estações. Muitos temem o inverno, como temem a velhice. É que esquecem a beleza misteriosa das paisagens cobertas de neve.Época de recolhimento? Em parte. O inverno é também a época do compartilhamento de experiências.Quem disse que a velhice é triste? Ela pode ser calorosa e feliz, como uma noite de inverno diante da lareira, na companhia dos seres amados.Velhice também pode ser chocolate quente, sorrisos gentis, leitura sossegada, generosidade com filhos e netos. Basta que não se deixe que o frio enregele a alma.Felizes seremos nós se aproveitarmos a beleza de cada estação. Da primavera levarmos pela vida inteira a espontaneidade e a alegria.Do verão, a leveza e a força de vontade. Do outono, a reflexão. Do inverno, a experiência que se compartilha com os seres amados.A mensagem das estações em nossa vida vai além. Quando pensar com tristeza na velhice, afaste de imediato essa idéia.Lembre-se que após o inverno surge novamente a primavera. E tudo recomeça.Nós também recomeçaremos. Nossa trajetória não se resume ao fim do inverno. Há outras vidas, com novas estações. E todas iniciam pela primavera da idade.Após a morte, ressurgiremos em outros planos da vida. E seremos plenos, seremos belos. Basta para isso amar. Amar muito.Amar as pessoas, as flores, os bichos, os Mundos que giram serenos. Amar, enfim, a Criação Divina. Amar tanto que a vida se transforme numa eterna primavera.



By Arte é Vida Imagens



Saturday, September 18, 2010

* GALOPANDO NO TEMPO *

* GALOPANDO NO TEMPO *

By Sandra Waihrich Tatit



Ao vento, cavalgo minhas dores,

Dissabores e amores,

Domando as agruras que surgem,

No horizonte bravio...

Seguindo a caminhada,

Como um pássaro que busca alimento,

No galope de meus pensamentos,

Domando as adversidades com rédeas curtas,

Montando na saudade,

Galopando no tempo,

Sem corcovear nas intempéries.

Assim, passam os dias e noites,

Mais um dia é menos um dia,

Nesta lenta agonia da vida,

disfarçada de ilusão e esperança.

Desde criança acreditei na vida,

Sem pensar na arrancada,

Na marcha e na despedida,

Na partida inevitável...

As rédeas curtas são meu prumo e a minha garantia,

Numa tropeçada sei qual o jeito

De conduzir meu cavalgar ligeiro,

Quando poderia tombar,

Encurto as rédeas e sigo em frente

Mesmo em desatino.

A estrada se desalinha,

Eu quase rodando me equilibro ainda!

É a vida e seus desafios...

A sensatez que aprendi com o tempo

Me ajuda a domar o meu destino.

Ardiloso como este cavalo bravo,

Me domina e desconserta,

Eu o desarmo no galope intenso,

Nas rédeas curtas de meu pensamento!

Curtas, para evitar o tombo,

Temor para quem cavalga sozinho,

Na cancha reta de sua vida!



Sandra Waihrich Tatit

Meus Poemas de Improviso

Tuesday, September 14, 2010

* SENDAS DO SUBLIME *

* SENDAS DO SUBLIME *

By Sandra Waihrich Tatit


Certamente meu ser interior assim está pensando agora,

nas sendas do sublime ...

pensamos que é somente minha esta emoção,

esta paixão sublime nasce,

enquanto outras pessoas a sentem tão distante,

na verdade não é solidão nem carência,

é evidência...

poderá ser excesso de amor,

saudade ou dor,

no som quente de uma melodia,

na tristeza imensa que me envolve,

e o sorriso me devolve.

Amores que renascem,

sublimes como se foram,

retornam sua trajetória,

ainda que perdidos de sua origem

esquecidos de sua glória.

Partem sem deixar nenhuma história .

Hoje estou assim,

é uma sensação de estar sozinha

e tão acompanhada estou,

na excitante jornada dos meus pensamentos,

transbordantes de paixão,

de emoção...

uma paixão que nasce,

colorindo minha face...

elas sempre nascem assim para mim,

arrebatadoras...

meu fazer apaixonado já é uma constante em meu viver.

Em tudo que faço me dou inteira,

sempre assim fui

sobrevivendo, sofri e renasci sempre,

mesmo após o desencanto,

como um gozar em pranto

penetrando em meu canto.

Construí meus castelos de carinhos

sobre as cinzas das desilusões...

certeira e sorrateira a buscar meus caminhos,

mesmo em meio aos espinhos,

tornando a sublimidade uma constante,

um prazer reinante e transbordante...

como um delicioso licor em minha boca,

degustado gota à gota...

mesmo nas horas tristes e aparentemente vazias.

Seriam na verdade uma agonia,

Se não buscasse minhas eternas fantasias

fugidias, em minha cavalgada...

transformando-as em sendas do sublime,

numa apaixonante noite fria.


Sandra Waihrich Tatit

Meus Poemas de Improviso

http://aquariussandra.blogspot.com/

Saturday, August 21, 2010

MINHA LÁGRIMA CONTIDA

MINHA LÁGRIMA CONTIDA

By Sandra Waihrich Tatit

Minha lágrima contida...
Derrama amargura em minhas horas...
Quando penso no tanto que deixei,
E meu coração me chama,
Me consola...
Me falando que tudo voltará,
E eu acreditando nele, paro de chorar,
Porém a lágrima retorna...
Me faz triste novamente,
E, vagarosamente, me rouba a alegria,
Me veste de nostalgia...
O encanto vai e eu fico.
Assim é meu viver.
Esperando que minha verdade traga,
Alguém para compensar tudo.
Me relembrar a chama do amor...
Me falar das coisas simples que perdi,
Da natureza e da primavera em flor.
De meu amor...
Amor eterno, amor de sempre,
Sempre me acompanhando ,
Em minhas horas tristes ou vazias,
Minha dor de agora me confunde,
Me faz nostágica,
Minha alma chora nesta hora,
Então, tento sentir novamente
O sol e o amanhecer...
A vida em meu doce renascer,
Esperando acontecer...
E na minha lágrima contida,
Reviver!


Sandra Waihrich Tatit
Meus Poemas de Improviso

Thursday, August 19, 2010

NOSSO DESTINO ESTÁ NAS ESTRELAS?

NOSSO DESTINO ESTÁ NAS ESTRELAS?

By Sandra Waihrich Tatit



As mesmas forças magníficas que conspiram no universo planetário,

estão latentes dentro de nós,

nas batidas cadenciadas dos nossos corações,

de tudo que vibra em nosso ser.

Múltiplos movimentos,

nas galáxias nos surpreendem ...

e afoitos nos impolgamos

e os julgamos como tão distantes,

nosso futuro está nas estrelas?...

nosso passado esteve nas estrelas?...

nosso destino estará nas estrelas?...

somos lindas estrelas adornando nosso planeta.

Tão pequenos na gradiosidade e imensidão do cosmos,

na sua eterna sintonia e harmonia universais.

Sonhamos um porvir distante,

enquanto somos partes deste movimento

equilibrado dos planetas e das estrelas.

Mansamente seguimos nossos caminhos,

em direção a uma incógnita eterna,

enquanto os planetas giram e nos observam,

somos luzes e emanamos a eles nossa luz terrena,

nossa luz eterna...

conjugamos com eles nossas energias,

partilhamos nossa vibrações,

em busca do aperfeiçoamento na caminhada,

na evolução que nos conduz...

às sendas do infinito,

aos espaços insondáveis do futuro,

rumo aos mundos distantes da plenitude universal.



Sandra Waihrich Tatit

Copyright Protected

Tuesday, August 17, 2010

A PORTA DA SAÍDA

* A PORTA DE SAÍDA *

By Sandra Waihrich Tatit

Assim ,
nua na noite,
entrei em teu mundo ...
sem querer, sem saber,
desavisada...
fascinada,
em busca de nada
ou te tudo.
Algo diferente do trivial ...
do óbvio entediante.
Perdida em minha estrada,
sem rumo naquela hora,
dirigida por ventanias de outrora ...
nada pensei , nada programei,
olhei e entrei,
em tua morada,
vi teu olhar distante ...
me convidando a entrar em teu deserto,
em teu oásis fascinante,
simplesmente entrei e te encontrei.
Agora perdida,
procuro a despedida,
onde é mesmo...
a porta de saída?...



Sandra Waihrich Tatit
Meus Poemas de Improviso

Monday, August 16, 2010

A INCONSTÂNCIA DAS MARÉS DO AMOR

Marlene Dietrich
Marlene Dietrich - Atriz Alemã


A INCONSTÂNCIA DAS MARÉS DO AMOR

By Sandra Waihrich Tatit

Longe, muito longe deste horizonte, repousa a imensa serenidade que buscamos, distante de nossos olhos sedentos de amor, lá está o outro amor, o amor maior que nutre nossa alma, este amor nos espera, a ele retornaremos e lá buscaremos a paz eterna. Somos carentes desta paz e somos conscientes que ela existe, bem no fundo de nossas almas, escondida em nosso coração. Vamos procurá-la e a encontraremos certamente, a nos esperar e nos oferecer seu eterno amor, aquele que o criador dos mundos nos oferece, aquele que nasce de nossa prece, de nossa confiança, de nossa fé, esta fé que tudo nos dá, para a qual nos entregamos cada hora do dia, ela nos conforta e reabilita, para que possamos enfrentar muitos momentos duros e difíceis, e eles existem e nos machucam, somente esta fé, nos dá condições de irmos em busca do ser supremo, se nos dermos conta, encontraremos ainda, um amor maior, o amor das montanhas e dos mares, o amor das marés em sua eterna instabilidade, na inconstância das mares, encontramos a nós mesmos, a nossa essência interior plena, nas diferenças, muitas vezes tão difíceis de contornarmos. Na saúde e na doença, pelo poder maior que o nosso supremo criador nos restabelece, pela prece nos habilita a viver, a anfrentar e suportar, a sofrer todas as dores do mundo, vermos lucidamente, todas as verdades e respirarmos amor, mesmo dentro da dor, seu sabor é mais evidente e verdadeiro. Nada vem a nós sem que possamos segurar, suportar e superar, pelo esforço constante, e pelo crédito dado à supremacia da força sobre o desestímulo, desta imensa superação, diante das dificuldades eminentes, desta razão inteira de viver, de morrer e de renascer. Assim seguimos nas alamedas do tempo e acabamos por chegar ao fim de nossa estrada, maltratados mas refeitos, aceitos pela providência divina e eterna, esta que restaura vidas e devolve a saúde. Tudo é perfeito na magnitude e essência de nosso criador supremo, nada acontece em vão, nada é por acaso. Cultivar nossa fé, é tudo que precisamos, para movermos nosso cotidiano e aceitarmos a vontade de Deus, aceitarmos esta vontade de Deus, é esta a maior provação de nossa verdadeira fé!

Sandra Waihrich Tatit


Meus Poemas de Improviso

Copyright Protected

http://aquariussandra.blogspot.com/

Wednesday, August 11, 2010

CUMPLICIDADE


* CUMPLICIDADE *

By Sandra Waihrich Tatit


Esta noite vou brindar contigo ,

meia noite , chegarei cansada ,

tu estarás a esperar-me com a avidez de uma serpente ...

serenamente chegarei ,

com a calma de uma fenix ...

a contemplar as cinzas do seu majestoso renascimento ...

chegarei molhada ...

pelas minhas lágrimas de desejo

e inundada pelas carícias levadas a ti ...

certamente estarás a esperar-me ,

com a ansiedade dos que esperam

pelo ardente orgasmo das noites de lua cheia ...

assim , após transpormos a noite ,

afoitamente e apaixonadamente ...

atingiremos o esperado amanhecer do meio dia ,

nosso parceiro desta louca cavalgada noturna .

O sabor de nossos corpos misturando-se ao sabor das horas ,

então anoitecerá ...

e renovaremos esta paródia burlesca ,

tão nossa cúmplice ...


Sandra Waihrich Tatit

Copyright Protected

Brazil



Tuesday, July 27, 2010

Deixa que a doçura da melodia te conduza à imortalidade dos sonhos

Deixa que a doçura da melodia te conduza à imortalidade dos sonhos.
Deixa que a paz que reina dentro do teu ser, te transporte à lugares
imaginários.
Deixa que o vento sussurre em teus ouvidos os caminhos que deverás
seguir até a luz.
Deixa que teus desejos de alegria sejam amplamente vivenciados nesse
momento. Pois esse momento é único.
Vive intensamente, cada minuto do teu tempo, para que não te arrependas,
nunca, de não teres vivenciado teus sonhos.
Sonha, viaja dentro do astro rei que vive dentro de ti.
E, como num conto de fadas, transportado serás para tua real identidade.

Wednesday, July 07, 2010

Quando o amor acenar, siga-o ainda que por caminhos ásperos e íngremes ...

Quando o amor acenar,
siga-o ainda que por caminhos
ásperos e íngremes.
Debulha-o até deixá-lo nu.
Transforma-o,
livrando-o de sua palha.
Tritura-o,
até torná-lo branco.

Amassa-o,
até deixá-lo macio;
e, então ,submete ao fogo
para que se transforma em pão
para alimentar o corpo e o coração!

Khalil Gibran

Tuesday, June 29, 2010

Minha alma tem o peso da luz. Tem o peso da música. Tem o peso da palavra nunca dita, prestes quem sabe a ser dita. Tem o peso de uma lembrança.


"Minha alma tem o peso da luz. Tem o peso da música. Tem o peso da
palavra nunca dita, prestes quem sabe a ser dita. Tem o peso de uma
lembrança. Tem o peso de uma saudade. Tem o peso de um olhar. Pesa como
pesa uma ausência. E a lágrima que não se chorou. Tem o imaterial peso
da solidão no meio de outros". Clarice Lispector

Friday, June 18, 2010

A NUDEZ DO SILÊNCIO


By Sandra Waihrich Tatit


O silêncio me fala e me embala,
embarga a minha fala,
aquece a minha prece,
quando anoitece.
O silêncio é meu alento,
meu arrependimento e meu lamento,
o silêncio é tormento,
silêncio é retórica suprema,
definitiva e plena.
Corroi a minha pele,
de tão quente que a encontra.
meu silêncio em meu ventre,
quando novo ser se fez presente,
sou silêncio sou jornada,
sou canção de minha estrada,
sou agora tua prece,
me entontece,
e amanhece!


Sandra Waihrich Tatit
Copyright Protected

Saturday, June 12, 2010

Thursday, June 10, 2010

Friedrich Nietzsche, "Humano, demasiado humano"


Saber esperar

Saber esperar é algo tão difícil, que os maiores escritores não desdenharam fazer disso um tema de suas criações. Assim fizeram Shakespeare em Otelo e Sófocles em Ajax; se este tivesse deixado o sentimento esfriar por um dia apenas, seu suicídio já não lhe teria parecido necessário, como indica a fala do oráculo; provavelmente teria zombado das terríveis insinuações da vaidade ferida e teria dito a si mesmo: quem, no meu lugar, já não tomou unia ovelha por um herói? será uma coisa tão monstruosa? Pelo contrário, é algo humano e comum; dessa forma Ajax poderia se consolar. A paixão não quer esperar; o trágico na vida de grandes homens está, freqüentemente, não no seu conflito com a época e a baixeza de seus semelhantes, mas na sua incapacidade de adiar por um ou dois anos a sua obra; eles não sabem esperar. - Em todos os duelos, os amigos que dão conselhos devem verificar apenas uma coisa: se as pessoas envolvidas podem esperar; se este não for o caso, um duelo é razoável, pois cada um diz a si mesmo: "Ou eu continuo a viver, e então ele deve morrer imediatamente, ou o contrário". Em tal caso, esperar significaria sofrer por muito tempo ainda o horrendo martírio da honra ferida, diante de quem a feriu; o que pode constituir mais sofrimento do que o que vale a própria vida.

A esperança

Pandora trouxe o vaso que continha os males e o abriu. Era o presente dos deuses aos homens, exteriormente um presente belo e sedutor, denominado "vaso da felicidade". E todos os males, seres vivos alados, escaparam voando: desde então vagueiam e prejudicam os homens dia e noite. Um único mal ainda não saíra do recipiente: então, seguindo a vontade de Zeus, Pandora repôs a tampa, e ele permaneceu dentro. O homem tem agora para sempre o vaso da felicidade, e pensa maravilhas do tesouro que nele possui; este se acha à sua disposição: ele o abre quando quer; pois não sabe que Pandora lhe trouxe o recipiente dos males, e para ele o mal que restou é o maior dos bens - é a esperança. - Zeus quis que os homens, por mais torturados que fossem pelos outros males, não rejeitassem a vida, mas continuassem a se deixar torturar. Para isso lhes deu a esperança: ela é na verdade o pior dos males, pois prolonga o suplício dos homens. Friedrich Nietzsche, "Humano, demasiado humano"

Thursday, June 03, 2010

A IRA DOS ANJOS

História centrada na figura de Jennifer Baker, filha de um advogado de cidade pequena e que ingressa na Promotoria Distrital de Manhattan, em Nova York, disposta a lutar pela justiça, como seu pai fizera. Sobre o livro: Vinte e quatro horas depois de assumir o cargo na Promotoria Distrital de Manhattan, Jennifer Parker se vê enfrentando face a face a ameaça de ser proibida de exercer a profissão e ainda de sofrer uma pena de prisão tudo isso por causa de um canário. Com a ajuda de Ken Bailey, Jennifer começa sua vida de advogada em um pequeno, sujo e horrendo escritório. No começo sem nenhum cliente, Jennifer fora obrigada a entregar intimações para uma das empresas mais conhecidas de advocacia, foi assim que começou a sua vida. Quando conhece Adam Warner, a carreira de Jennifer mudou da noite para o dia. Os clientes eram mais do que o esperado, teve muito sucesso e nenhum caso perdido no tribunal, ela tornara-se uma celebridade em Nova Iorque. Jennifer atraia até mesmo os juízes, mas não só pelo sucesso e inteligência, também pela sua beleza. Apesar de todo o sucesso Jennifer vive um complicado triangulo amoroso. Ficara apaixonada por dois homens: Adam Warner, pessoa honrada e destinada a ser um líder de seu país e Michael Moretti irresistível, estranho e vingativo que procura estender suas asas de terror sobre tudo. Sidney Sheldon, antes de tudo é um grande contador de histórias. Em A Ira dos Anjos"prova isso, narrando o que acontece por trás das portas fechadas dos tribunais e nos corações de personagens (difíceis de esquecer). A primeira delas é Jennifer Paker uma jovem bela e inteligente que se torna uma das mais vitoriosas advogadas da América, para chegar ao sucesso profissional passou por muitas dificuldades. Sheldon mais uma vez, prende o leitor do início ao fim. A história é bem interessante e com um final inesperado e emocionante.

Tuesday, June 01, 2010

A MÚSICA É A LINGUAGEM DO UNIVERSO

A Música é a Harmonia do Homem
A Música Conecta o Mundo Inteiro e Faz o Ser Humano Mais Feliz

Sunday, May 30, 2010

O CÁLICE DE NOSSA SENTENÇA

By Sandra Waihrich Tatit


O cálice da vida transcorre e transborda , independente de nossa vontade e de nossas expectativas , é transitivo nas dores e tristezas , tudo vem e passa , acontecimentos inusitados nos assaltam e amedrontam , ficamos muitas vezes dependentes de circunstâncias inevitáveis , efêmeras porém pesadas , elas transcorrem alheias à vontade dos seres que as vivenciam . Nosso destino é implacável em muitos momentos , nada podemos contra sua determinação imposta , resta-nos apenas a resignação e a prática constante do amor , amor ao ser humano , amor à vida que apela nosso aperfeiçoamento e nossa parcela de colaboração . Cada dia é um desafio , uma sentença a cumprir , cada manhã um ato heróico , em cada amanhecer um improviso , em cada saudade um conformismo . Perdemos nossos seres queridos e choramos , voltamos a caminhar , as perdas inevitáveis nos assaltam e , ao vermos e sentirmos nossa pequenez , capitulamos e nos entregamos ao Poder Maior , que nos norteia em nossas mais profundas pretensões terrenas . Somos um e somos muitos , somos a eterna síntese dos tempos , sonhamos , caminhamos e desistimos , muitas vezes persistimos e nos lançamos arrebatados ao alcance de nossas grandes metas , de nossas colheitas e de nossa profunda essência , nosso cálice e a nossa sentença . O dia após dia maltrata nossos corações , tristes ou já cansados , muitas vezes desamados , testando a nossa resistência , nos sentimos então , limitados diante das forças maiores de nosso ser interior que transcende às adversidades . Nossa meta é seguir adiante , de nada adianta a estagnação , precisamos equilibrar o nosso movimento na dimensão terrena , cumprirmos a nossa sentença de vida , pois é transitivo o cálice das nossas provações , nada é definitivo neste estágio finito , a transitoriedade nos assusta e nos intimida , na transitoriedade das horas e dos tempos , nossa fé grita e nos administra em nossas agruras . Ainda que de muito alto possamos cair , mais alto será o nosso ressalto e , certamente mais eternizada a nossa permanência na memória inexpugnável da vida , na taça dos nossos melhores dias , no cálice de nossa sentença .





Sandra Waihrich Tatit

Direitos Autorais Protegidos
Lei 9610/98

Friday, May 21, 2010

O RUMOR DE UM BEIJO

Sandra Waihrich Tatit



Da boca brota a fala , brota o canto , o beijo ...
bocas que ardem de desejo ,
bocas que dizem o que não querem ...
bocas que se vestem de saudade ,
bocas que ardem de rancor .
Rompem amizades .
Bocas de minha vida ,
quantos beijos , quantas horas vividas ...
a boca é uma sublime caixa de som ,
onde a acústica de meu canto se encontra
com teu grito de ressentimento .
Num momento somos um ,
em outros somos a distância !
Bocas que lamentam e atormentam ...
bocas de minha vida , doce guarida
para minhas nostalgias !
bocas que calam ...
e se eternizam!


Sandra Waihrich Tatit

Wednesday, May 19, 2010

QUANDO O AMOR VOS CHAMAR


Quando o amor o chamar
Segui-o
Embora seus caminhos sejam agrestes e escarpados
E quando ele vos envolver com suas asas
Cedei-lhe
Embora a espada oculta na sua plumagem possa feri-vos
E quando ele vos falar
Acreditai nele
Embora a sua voz possa despedaçar vossos sonhos
como o vento devasta o jardim
Pois da mesma forma que o amor vos coroa,
assim ele vos crucifica
E da mesma forma que contribui para o vosso crescimento
Trabalha para vossa poda
E da mesma forma que alcança vossa altura
e acaricia vossos ramos mais tenros que se embalam ao sol
Assim também desce até vossas raízes
e a sacode no seu apego à terra
Como feixes de trigo ele vos aperta junto ao seu coração
Ele vos debulha para expor a vossa nudez
Ele vos peneira para libertar-vos das palhas
Ele vos mói até extrema brancura
Ele vos amassa até que vos torneis maleáveis
Então ele vos leva ao fogo sagrado
e vos transforma no pão místico do banquete divino
Todas essas coisas o amor operará em vos
para que conheçais os segredos de vossos corações
E com esse conhecimento vos convertais no pão místico do banquete divino
Todavia se no vosso temor procurardes somente a paz do amor,
o gozo do amor
Então seria melhor para vós que cobrísseis vossa nudez,
abandonásseis a ira do amor
Para entrar num mundo sem estações onde rireis,
mas não todos os vossos risos
E chorareis, mas não todas as vossas lágrimas
O amor nada dá, se não de si próprio
E nada recebe, se não de si próprio
O amor não possui nem se deixa possuir
Pois o amor basta-se a si mesmo
Quando um de vós ama,
que não diga 'Deus está no meu coração'
'Mas que diga antes 'Eu estou no coração de Deus'
E não imagineis que possais dirigir o curso do amor
pois o amor se vos achar dignos determinará ele próprio vosso curso
O amor não tem outro desejo se não o de atingir a sua plenitude
Se contudo amardes e precisardes ter desejos
Sejam estes os vossos desejos
De vos diluirdes no amor
e serdes como um riacho que canta sua melodia para a noite
De conhecerdes a dor de sentir ternura demasiada
De ficardes feridos por vossa própria compreensão do amor
E de sangrardes de boa vontade e com alegria
De acordardes na aurora com o coração alado e agradecerdes por um novo dia de amor
De descansardes ao meio-dia e meditardes sobre o êxtase do amor
De voltardes pra casa à noite com gratidão
E de adormecerdes com uma prece no coração para o bem-amado
E nos lábios uma canção de bem-aventurança.


Monday, May 17, 2010

TEXTOS DE NIETZSCHE (Trechos dos livros: "Para além do bem e do mal", "O crepúsculo dos ídolos", "A gaia ciência", "O anti-Cristo", "Humano ...

TEXTOS DE NIETZSCHE

(Trechos dos livros: "Para além do bem e do mal", "O crepúsculo dos ídolos",

"A gaia ciência", "O anti-Cristo", "Humano, demasiado humano")

Moral nobre e moral escrava - Aqui, Nietzsche traça, com seu estilo direto e irreverente, as características que demarcam os dois tipos de vida, representados pelas duas morais: a nobre (ou dos senhores) e a escrava.

"Numa perambulação pelas muitas morais, as mais finas e as mais grosseiras, que até agora dominaram e continuam dominando na terra, encontrei certos traços que regularmente retornam juntos e ligados entre si: até que finalmente se revelaram dois tipos básicos, e uma diferença fundamental sobressaiu. Há uma moral dos senhores e uma moral de escravos; acrescento de imediato que em todas as culturas superiores e mais misturadas aparecem também tentativas de mediação entre as duas morais, e, com ainda maior freqüência, confusão das mesmas e incompreensão mútua, por vezes inclusive dura coexistência até mesmo num homem, no interior de uma só alma.

As diferenciações morais de valor se originaram ou dentro de uma espécie dominante, que se tornou agradavelmente cônscia da sua diferença em relação à dominada, ou entre os dominados, os escravos e dependentes de qualquer grau. No primeiro caso, quando os dominantes determinam o conceito de "bom", são os estados de alma elevados e orgulhosos que são considerados distintivos e determinantes da hierarquia. O homem nobre afasta de si os seres nos quais se exprime o contrário desses estados de elevação e orgulho: ele os despreza. Note-se que, nessa primeira espécie de moral, a oposição "bom" e "ruim" significa tanto quanto "nobre" e "desprezível"; a oposição "bom" e "mau" tem outra origem.

Despreza-se o covarde, o medroso, o mesquinho, o que pensa na estreita utilidade; assim como o desconfiado, com seu olhar obstruído, o que rebaixa a si mesmo, a espécie canina de homem, que se deixa maltratar, o adulador que mendiga, e, sobretudo, o mentiroso - é crença básica de todos os aristocratas que o povo comum é mentiroso. "Nós , verdadeiros" - assim se denominavam os nobres da Grécia antiga.

É óbvio que as designações morais de valor, em toda parte, foram aplicadas primeiro a homens, e somente depois, de forma derivada, a ações: por isso é um grande equívoco, quando historiadores da moral partem de questões como "por que foi louvada a ação compassiva?". O homem de espécie nobre se sente como aquele que determina valores, ele não tem necessidade de ser abonado, ele julga: "o que me é prejudicial é prejudicial em si", sabe-se como o único que empresta honra às coisas, que cria valores. Tudo o que conhece de si, ele honra: uma semelhante moral é glorificação de si.

Em primeiro plano está a sensação de plenitude, de poder que quer elevada, a consciência de uma riqueza que gostaria de ceder e presentear - também o homem nobre ajuda o infeliz, mas não ou quase não por compaixão, antes por um ímpeto gerado pela abundância de poder.

Friday, May 07, 2010

A INCONSTÂNCIA DAS MARÉS DO AMOR

Por Sandra Waihrich Tatit

Longe , muito longe deste horizonte , repousa a imensa serenidade que buscamos , distante de
nossos olhos sedentos de amor , lá está o outro amor , o amor maior que nutre nossa alma , este amor nos espera e , a ele retornaremos e lá buscaremos a paz eterna . Somos carentes desta paz e somos conscientes que ela existe bem no fundo de nossa alma , bem escondida em nosso coração . Vamos procurá-la e a encontraremos certamente , a nos esperar e nos oferecer seu eterno amor , aquele que o criador dos mundos nos oferece , aquele que nasce de nossa prece , de nossa confiança , de nossa fé , esta fé que tudo nos dá , a qual nos entregamos cada hora do dia , ela nos conforta e reabilita , para que possamos enfrentar muitos momentos duros e difíceis , e eles existem e nos machucam , somente esta fé nos dá condições de irmos em busca do ser supremo e , se nos dermos conta , encontraremos ainda , um amor maior , o amor das montanhas e dos mares , o amor das marés em sua eterna instabilidade , na inconstância dos mares , encontramos a nós mesmos , a nossa essência interior plena , nas diferenças , muitas vezes tão difíceis de contornarmos . Na saúde e na doença , o poder maior de nosso supremo criador nos restabelece e , pela prece nos habilita a viver , a anfrentar e suportar , a sofrer todas as dores , vermos todas as verdades , e respirarmos amor , dentro da dor , seu sabor é mais evidente e verdadeiro . Nada vem a nós sem que possamos segurar e superar , pelo esforço constante e pelo crédito dado à supremacia da força sobre o desestímulo , desta imensa superação , diante da dificuldade eminente , desta razão inteira de viver , de morrer e de renascer . Assim seguimos nas alamedas do tempo e acabamos por chegar ao fim de nossa estrada , maltratados mas refeitos , aceitos pela providência divina e eterna , esta que restaura vidas e devolve a saúde . Tudo é perfeito na magnitude e essência de nosso criador supremo . Cultivar nossa fé , é tudo que precisamos para alavancar nosso cotidiano e aceitar a vontade de Deus , é a maior provação de nossa verdadeira fé.


Sandra Waihrich Tatit
Meus Poemas de Improviso
Direitos Autorais Protegidos

Saturday, May 01, 2010

IMPOSSÍVEL NÃO TE AMAR


Há pessoas que gostariamos de beijar para sempre!
que o beijo nunca acabasse,
que o beijo fosse eternizado,
por ser tão esperado, por ser tão amado ...
tão degustado, embriagado, forte, quente,
intenso, assim nos assaltam ...
emolduram nossos lábios trêmulos, sedentos,
há pessoas que se transformam em musas,
com a rapidez de um raio de luar,
há pessoas que é impossível não amar ...
são sublimes, doces, imensamente da gente,
assim as sentimos ...
inesperadamente,
sem que as soubessemos tão presentes,
já estavam há séculos em nossa mente...
gravadas nas eras de amores passados,
não completamente vividos, esquecidos mas gravados,
retornam então, e os reconhecemos em um instante, inesperado e fascinante,
excitantemente belo,
como um sol a despedir-se numa tarde colorida, por mim, por ti, pela natureza toda, microcosmo e macrocosmo cúmplices,
já era amor, paixão, já era busca, já era saudade, eu não sabia, ninguém sabia, sei que nasceu assim em mim,
me acalentou no improviso de uma madrugada nua..
de uma nova era, de uma nova rua ...
minha e tua.

Meus poemas de Improviso
sandra waihrich tatit

Wednesday, April 28, 2010

RAZÃO DA NOITE SER TÃO BELA

Sandra Waihrich Tatit


Penso na razão da noite ser tão bela ,
penso na razão de estar aqui agora ,
na janela ou madrugada afora ...
sem hora e sem limite ,
sendo o que sou sem que ninguém me manipule ,
ou me domine ,
isto não tem preço ,
somente o viver sozinha proporciona .
Se alguém aqui agora estivesse ,
com certeza estaria a controlar meus passos ,
a monitorar meus pensamentos ,
a direcionar meus sentimentos ...
ou tentar , seria um tormento .
É tão caro às vezes ser sozinha mas ,
esta retribuição é impagável .
Muitas pessoas ,
julgam que ter alguém ao lado é não estar sozinha ,
já tive e sei , nada disto acontece ,
alguém sempre ao nosso lado ,
nos enlouquece ...
nos faz fugitivos quando não queremos fugir ,
faço esta afirmação ,
faço-a com emoção ...
de quem por vinte e cinco anos ,
entregou seu coração ,
muito estranha esta afirmação ,
em certos instantes com alguém ao nosso lado ,
estamos mais sós ainda ,
a conhecida solidão a dois .
Os ventos sopram mais livres ,
ao montarmos a vida na solitude de nossos momentos ,
cavalgarmos nossos tormentos ,
domarmos nossos desencantos ...
com nosso pranto que liberta ,
na hora certa ...
Somos inteiros e certeiros em nossas vivências ,
nossa porta nos pertence ,
para abrirmos ou fecharmos ...
quando nosso vento interior ordenar ,
a autonomia daí resultante ,
nos coloca à prova em nossa competência
para administrar a nossa vida plena
e as nossas sublimes vivências .
Sinceramente não entendo estas solidões a dois ,
a três ou coletivas ,
tanto vale viver bem a vida ,
sozinhos podemos vivê-la inteira
sorrateira e constante na paz reinante ,
não quero ser eremita ...
a felicidade pode ser alcançada mais intensamente ,
quando quisermos , temos companhia , não nos entregamos somente !
Agora penso, na razão da noite ser tão bela ...
fica maior em nosso universo !


Sandra Waihrich Tatit
Meus Poemas de Improviso
Direitos Autorais Protegidos

Monday, April 26, 2010

CÂNTICOS DO AMANHECER

Sandra Waihrich Tatit

No amanhecer sentimos nossa esperanças renovadas e , constatamos a vida nascendo nova , nos recarregando de energias , em cada manhã , precisamos mentalizar muitas coisas boas , durante a noite tudo é refeito , reconstruido , reintegrado e , ao amanhecer o sol nos traz de volta todas as energias que precisamos , repõe nossas carências . Nos olharmos no espelho e pensarmos coisas positivas é fundamental , sorrirmos para nós mesmos e irradiarmos muito calor e renovação . Cada amanhecer é um novo processo de vida plena , se cultivarmos o otimismo , o teremos de volta , se sorrirmos teremos alegria . Fundamental esquecermos o que passou , somente o presente existe agora e , cada minuto é uma construção de amor e de vida . Nossas dores serão amenizadas com o sol que renasce , nossas tristezas diminuidas se a elas não dermos tanta ênfase . Os pássaros , com seu canto uníssono , nos passam alegria e vontade de viver . O orvalho chora nossas tristezas e nos reestrutura . O sol murmura os sons do amanhecer , sol de cada coração triste , de cada alma abandonada , de cada nostalgia . Precisamos exercitar esta importante terefa de celebrar as delícias do amanhecer , com cada sol , em cada manhã , nos reabastecermos de luz e calor , nossas dores serão menores se nos voltarmos a Deus e nos entregarmos a este infalível poder superior , o qual rege nossa existência , o grande regente da sinfonia universal . Confiarmos nele , nos entregarmos inteiros e deixarmos a vida rolar , deixarmos as energias fluirem , tão novas como o sol que renasce . Paz , paz , muita serenidade , nossa respiração estará na cadência da vida plena , e a nossa plenitude se sustenta e se reproduz , bendito seja o sol que nos faz reviver a cada amanhecer , mesmo estando sob núvens , ele nos ilumina e reconstrói . Sejamos luz , amor e esperanças do amanhecer , cânticos sagrados do amanhecer ...


Sandra Waihrich Tatit

Thursday, April 22, 2010

EMOÇÃO

Quando duas pessoas se amam
ninguém separa as cabeças ...
Sonhamos ao anoitecer
ao amanhecer
o sol nos acorda ao nascer
nos convocando a viver!


sandra waihrich tatit

Wednesday, April 21, 2010

PAIXÃO DÓI

Paixão dói ,
paixão machuca ,
balança
em um segundo nosso mundo ...
paixão é delícia ,
faz dormir ...
é fruta fresca ,
é morango maduro ,
é cereja , é desejo ...
faz gozar ,
as paixões movem o mundo ,
em meio segundo transformam nosso ser ,
na urgente iconoclastia de viver ...


sandra waihrich tatit
meus poemas de improviso

Tuesday, April 20, 2010

NO AZUL DE NOSSOS ESPAÇOS

sandra waihrich tatit

Assim ...
neste azul de nossos espaços,
de nossos compassos,
de nossas claves,
de nossas rimas ...
eternamente harmonizadas,
na sinfonia maior ...
nossas ousadias eternizadas ...
na melodia da vida,
vida plena e exaurida,
estamos em paz ,
a paz da paixão ...
da emoção dançante,
no cenário e no canto,
da saudade escondida ...
distraída,
indefinida,
assim, eternamente assim ...
te quero para cavalgar meus dias ,
esquecer as dores,
desamores,
dar leveza à vida,
tão complicada e muitas vezes quase nada ...
Vens, ficas aqui assim,
comigo para sempre ...


sandra waihrich tatit
meus poemas de improviso

Monday, April 19, 2010

QUÍMICA DO AMOR


Atitude Sensual
A atitude sensual é aquela que nos torna verdadeiramente conscientes do sentir e nos convida a estar presentes com todo o nosso Ser quando tocamos, ouvimos, olhamos intencionalmente para alguém ou para alguma coisa, quando saboreamos alimentos e percebemos fragrâncias e odores no mundo que nos cerca.
Ouando estamos sensualmente atentos, nossa Essência Divina se gratifica intensamente e nos libertamos da ilusão da separatividade.
Não tenha medo de sentir prazer. O prazer é ainda maior quando o sentimos com a Alma.
Medite sobre o seguinte: as experiências com os sentidos (visão, audição, olfato, paladar e tato) são diretas, intransferíveis e essencialmente unificadoras.
Procure estar sempre atento ao que pode descobrir com os sentidos. Ouando os cinco sentidos se tornam plenos, há outros mais sutis a serem descoberto's e desenvolvidos.
Deleite-se nos sentidos maravilhosos que o Criador lhe concedeu. O maior pecado é embotar esses dons divinos.
Fonte: Química do Amor
http://www.essencialsites.com.br

Sunday, April 18, 2010

Na dimensão daquilo que pensamos ou sentimos não há lugar ou tempo definidos ...


“Na dimensão daquilo que pensamos ou sentimos não há lugar ou tempo definidos. Viajamos na velocidade desejável, por onde quer que seja, porque a energia na qual se está viajando é livre e volátil” (O Mentor Virtual – Pág. 261 – Ed. Komedi – Campinas-SP

Saturday, April 17, 2010

POEMA SEM PONTOS

Sandra Waihrich Tatit


quantos dias a chorar
construindo caminhos que sabia ilusórios
passageiros e vazios
entregando-me aos efêmeros momentos de paixão
de ilusão e dor
tudo menos amor
emoções fortuitas
inacabadas inusitadas e vazias
adornadas de melancolia
angústia e nostalgia
sutil ironia de perder para não mais ter
correr em busca de outros momentos
talvez à espera do esquecimento
outros amores e novos tormentos
amar é assim
despedaçar-se e morrer aos poucos
tempos passaram
muitas luas muitos sóis muitas amarguras
lágrimas entoavam a cantiga pura
da profunda ternura
ao alcance das mãos e dos sentidos
e tão distante dos olhos
presentes em meus pensamentos
distantes de meus momentos
surge então o arrependimento
arrependimento de que ?
se é este vazio de ti que me faz em paz ...





Sandra Waihrich Tatit
Meus Poemas de Improviso