TUA VISITA ME FAZ FELIZ

3000 postagens neste blog

3000 postagens neste blog
Search this blog - pesquisa por título

ARTE É VIDA

ARTE É VIDA
"Que haja ternura no lirismo da poesia da vida. Que haja coragem em nossos passos para seguirmos em meio à aridez dos sonhos desfeitos. Que haja força para reconstruirmos os alicerces dos sonhos eternizados na verdade de nosso coração. Que nesta senda nos seja permitido estar em aliança com nossos Irmãos de Luz e que sejamos a personificação do Amor."

NESTE BLOG - 3000 POSTAGENS - POSTS DESDE O ANO DE 2006

Aqui em 'Arte é Vida', você é o principal personagem deste roteiro de músicas, de paz e amor. Obrigada pela sua presença, é valiosa para mim, se quiser, deixe sua mensagem em meu livro de visitas, abraços, Sandra

Search This Blog-pesquise aqui todo o conteúdo deste blog- 3000 postagens- só pesquisar e clicar

Sandra Waihrich Tatit

Sandra Waihrich Tatit
"Que haja ternura no lirismo da poesia da vida. Que haja coragem em nossos passos para seguirmos em meio à aridez dos sonhos desfeitos. Que haja força para reconstruirmos os alicerces dos sonhos eternizados na verdade de nosso coração. Que nesta senda nos seja permitido estar em aliança com nossos Irmãos de Luz e que sejamos a personificação do Amor."

BIOGRAFIA I

Sandra Waihrich Tatit
Aniversário: 11 de Fevereiro
Signo astrológico: Aquário
Atividades: Direito , Literatura , Música e Educação
Profissão: Advogada
Local: Júlio de Castilhos : Rio Grande do Sul : Brasil
Clip de áudio
Quem sou eu
NASCI EM JÚLIO DE CASTILHOS, RIO GRANDE DO SUL, BRASIL.
MÃE DE TRÊS FILHOS, RUBENS, RUSSAIKA E ANGELA. FILHA DE RUBENS CULAU TATIT E CLÉLIA WAIHRICH TATIT.
SOU ADVOGADA, CURSEI DIREITO NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA, RIO GRANDE DO SUL, BRASIL.
CULTIVO A ARTE COMO UMA LIBERTAÇÃO, PIANO, VIOLÃO, CANTO E LITERATURA.
INTEGREI O CORAL DA UNIVERSIDADE.
LIVRO DE ARTE PUBLICADO, "UMA NOVA DIMENSÃO DA ARTE NA EDUCAÇÃO".
CURSEI PÓS GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO LATU SENSU.
VEJO A ARTE COMO UMA LIBERTAÇÃO DO SER HUMANO, UMA TERAPIA QUE AMENIZA OS SOFRIMENTOS DO COTIDIANO.
A MÚSICA É A HARMONIA DO HOMEM, A LINGUAGEM DO UNIVERSO.
INTERPRETO PIANO E VIOLÃO, APRECIO CANTAR.
POSSUO COMPOSIÇÕES MUSICAIS, PARA PIANO E VIOLÃO.
NA EUROPA, CONHECI UM POUCO DA HISTÓRIA DA ARTE, ESPECIALMENTE NA ITÁLIA.
DIZ GANDHI, "PRECISAMOS SER AS MUDANÇAS QUE QUEREMOS VER NO MUNDO".
SOU DO SIGNO DE AQUÁRIO, ACREDITO NA ASTROLOGIA E SUA INFLUÊNCIA EM NOSSA VIDA E PERSONALIDADE.
PRETENDO ESCREVER AQUI NO BLOG, SOBRE DIVERSOS TEMAS E POESIAS, TAMBÉM PUBLICAR TEXTOS RELEVANTES DE OUTROS AUTORES.
ESCREVO POEMAS, É UMA FORMA DE DAR MAIS LEVEZA À VIDA. PREGO A ARTE COMO UMA UMA VIDA DENTRO DA PRÓPRIA VIDA QUE SE ETERNIZA PELO ESPÍRITO, UMA LINGUAGEM UNIVERSAL.
UM TRIBUTO A CAMÕES NESTA FRASE ,"CESSA TUDO QUANTO A MUSA CANTA QUANDO UM PODER MAIS ALTO SE AGIGANTA."
Interesses:
ARTE E MÚSICA
DIREITO E EDUCAÇÃO .
Filme favorito
"FREUD ALÉM DA ALMA".
Música favorita
A CLÁSSICA " SONATA AO LUAR " DE BEETHOVEN.
Livros favoritos
" O PROFETA " DE GIBRAN KHALIL GIBRAN . GOSTO MUITO DE LITERATURA ORIENTAL. "OS HETERÔNIMOS" DE FERNANDO PESSOA (Poeta Português). OS POEMAS DE NOSSO POETA OLAVO BILAC
ME FASCINAM
COMO "A VIA LÁCTEA E BENEDITICE". CECÍLIA MEIRELES E LYA LUFT
MINHAS GRANDES MUSAS DA POESIA . "O ATENEU" DE RAUL POMPÉIA . A "DIVINA COMÉDIA" DE DANTE ALIGHIERI
"DON QUIXOTE DE LA MANCHA"
DE MIGUEL DE CERVANTES. QUERO RENDER UM TRIBUTO À MAGISTRAL LITERATURA DE CAMÕES EM " OS LUSÍADAS . "

SEJAM BEM VINDOS AMIGOS!


Arte é Vida e Educação

"Que haja ternura no lirismo da poesia da vida. Que haja coragem em nossos passos para seguirmos em

"Que haja ternura no lirismo da poesia da vida. Que haja coragem em nossos passos para seguirmos em

BIOGRAFIA II

Sobre Mim
Advogada
Universidade Federal de
Santa Maria

Brazil

Artes
Música-Piano-Violão
Literatura

ARTE É VIDA
A Arte é Linguagem Universal

•*¨*•♫♪•♫♪•♥♫•*¨*•♫♪•♫♪•♥
•*¨*•♫♪•♫♪•♥♫•*¨*•

Advogada
Produtora Rural
Agropecuária - Agronegócios
Arte-Música - Piano Violão e Literatura
Aprecio as pessoas transparentes e verdadeiras. As relações humanas me cativam, direito, justiça e paz
são minhas trajetórias de vida, ajudar o ser humano o máximo que me seja permitido, sentindo a beleza de minha vocação e o apelo do mundo atual à disponibilidade de minhas energias. Meu primeiro livro publicado 'Uma Nova Dimensão da Arte na Educação'. Na Europa conheci a História da Arte. Na Itália, França. Espanha, Alemanha, Holanda, Bélgica, Áustria e Suiça. Cursos e estudos na área artística e 'História da Arte'.
Sou membro da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Estado do Rio Grande do Sul.
Cursei a Escola Superior do Ministério Público e Pós Graduação em Educação Latu Sensu, minha tese foi sobre a Arte e a sua Dimensão no Ensino. Possuo composições musicais de minha autoria, música e letra.
Também alguns vídeos, os quais se encontram no youtube. Mensagens que circulam na internet, formatadas e sonorizadas. Músicas gravadas em seleção e editadas, para sites ou audiência .
Sou funcionária pública do Estado do Rio Grande do Sul.
Brasil.
Creio na Educação como a forma de melhorar o mundo e o ser humano, a Arte na Educação, como uma libertação e incentivo à aprendizagem mais eficiente. Na Arte Terapia, como forma de cura e amenização de conflitos existenciais. Na música, como a Linguagem Universal. Arte Pura como uma vida dentro da própria vida, se eternizando pelo Espírito.
Os artistas são as antenas da raça humana, eles auscultam e pressentem o porvir. Arte é Vida.
Sou mãe de três filhos, Rubens, Russaika e Angela.

'Minha alma tem o peso da luz. Tem o peso da música. Tem o peso da palavra nunca dita, prestes quem sabe a ser dita.Tem o peso de uma lembrança.Tem o peso de uma saudade. Tem o peso de um olhar. Pesa como pesa uma ausência. E a lágrima que não se chorou. Tem o imaterial peso da solidão no meio de outros'.
Clarice Lispector

UMA INTENSA LUZ ATRAVESSA O SILÊNCIO DA VOZ QUE CALA...

Status de relacionamentoDivorciada

Informações de contato: swrichtat@terra.com.br

Endereço
  • Santa Maria, Brazil

Site

E-mail
  • swrichtat@terra.com.br

Facebookfacebook.com/sandra.waihrichtatit

ARTE É INSPIRAÇÃO E EMOÇÃO

ARTE É INSPIRAÇÃO E EMOÇÃO

DIVINA MÚSICA

Divina Música!
Filha da Alma e do Amor.
Cálice da amargura
E do Amor.
Sonho do coração humano,
Fruto da tristeza.
Flor da alegria, fragrância
E desabrochar dos sentimentos.
Linguagem dos amantes,
Confidenciadora de segredos.
Mãe das lágrimas do amor oculto.
Inspiradora de poetas, de compositores
E dos grandes realizadores.
Unidade de pensamento dentro dos fragmentos
Das palavras.
Criadora do amor que se origina da beleza.
Vinho do coração
Que exulta num mundo de sonhos.
Encorajadora dos guerreiros,
Fortalecedora das almas.
Oceano de perdão e mar de ternura.
Ó música.
Em tuas profundezas
Depositamos nossos corações e almas.
Tu nos ensinaste a ver com os ouvidos
E a ouvir com os corações.

Gibran

MEUS BLOGS / SITES


MINHA PÁGINA NO FACEBOOK
facebook.com/sandra.waihrichtatit

CAMINHOS DA ARTE
http://sandrawaihrich.blogspot.com/

MEUS POEMAS DE IMPROVISO
http://aquariussandra.blogspot.com/

CAMINHOS SUBLIMES
http://caminhossublimes.blogspot.com/

EDUCACIÓN POR EL ARTE-MEU NOVO LIVRO
http://wwweducacionporelarte.blogspot.com/

BLOG TERRA
http://sandra737.blog.terra.com.br/

ARTE É VIDA
http://www.sandrawaihrichtatit.blogspot.com/

MEUS RETALHOS DE VIDA
http://meusretalhosdevida.blogspot.com/

VÓ NEZA
http://voneza.blogspot.com/

MINHAS LÁGRIMAS CONTIDAS
http://minhaslagrimascontidas.blogspot.com/

NOSSA GRUTA PREFERIDA
http://nossagrutapreferida.blogspot.com/

VÍDEOS E SLIDES
http://textossandravideos.blogspot.com/

ASTROLOGIA
http://aquarius-gemini.blogspot.com/

MY LIFE IS MADE OF MOMENTS
http://sandramoments.blogspot.com/

FAZENDA DO HERVAL
http://agropecuariagirassois.blogspot.com/

SINFONIA DE SENSUALIDADE
http://sinfoniadesensualidade.blogspot.com/

MSN SPACES LIVE
http://rurusan.spaces.live.com/

POESIAS E BIOGRAFIAS
ESSÊNCIA POÉTICA

MEU TWITTER
http://twitter.com/sandrawaihrich/

ESTATÍSTICAS
http://www.geovisite.com/pt/directory/artes_musica.php

DESABAFOS
http://whaareyoudoing.blogspot.com/

SITE 1oo CANAIS DE JORNALISMO INDEPENDENTE
http://100canais.ning.com/profile/SandraWaihrichTatit

SITE VERSO E PROSA
http://versoeprosa.ning.com/profile/SandraWaihrichTatit

EDUCADORES DO BRASIL
http://educadoresdobrasil.ning.com/

MY FACEBOOK
http://pt-br.facebook.com/people/Sandra-Waihrich-Tatit/100000404958625

E-MAIL PARA CONTATO
swrichtat@terra.com.br

MEU NOVO LIVRO DE VISITAS-ASSINAR
http://users3.smartgb.com/g/g.php?a=s&i=g35-65896-01

POLÍTICA SEM ÉTICA
www.politicasemetica.blogspot.com

DIGITAL ART

DIGITAL ART
"Que haja ternura no lirismo da poesia da vida. Que haja coragem em nossos passos para seguirmos em meio à aridez dos sonhos desfeitos. Que haja força para reconstruirmos os alicerces dos sonhos eternizados na verdade de nosso coração. Que nesta senda nos seja permitido estar em aliança com nossos Irmãos de Luz e que sejamos a personificação do Amor."

GUESTBOOK - SIGN HERE

GUESTBOOK - SIGN HERE
"Que haja ternura no lirismo da poesia da vida. Que haja coragem em nossos passos para seguirmos em meio à aridez dos sonhos desfeitos. Que haja força para reconstruirmos os alicerces dos sonhos eternizados na verdade de nosso coração. Que nesta senda nos seja permitido estar em aliança com nossos Irmãos de Luz e que sejamos a personificação do Amor."

CLIQUE NA ROSA PARA ASSINAR MEU LIVRO DE PRESENÇAS

CLIQUE NA ROSA PARA ASSINAR MEU LIVRO DE PRESENÇAS
FELIZ COM TUA VISITA

UMA INTENSA LUZ ATRAVESSA O SILÊNCIO DA VOZ QUE CALA

UMA INTENSA LUZ ATRAVESSA O SILÊNCIO DA VOZ QUE CALA
Grandes verdades são traduzidas pelo silêncio

ARTE É LIBERDADE

A OBRA DE ARTE É O EFÊMERO QUE SE TORNA IMORTAL

A OBRA DE ARTE É O EFÊMERO QUE SE TORNA IMORTAL
"Os Artistas são as antenas da raça humana, eles auscultam e pressentem o porvir" ... Ezra Pound

REGISTRAS TUA PRESENÇA CLICANDO NA ROSA

ARTE É AMOR E LUZ

A música é a linguagem dos espíritos. Khalil Gibran

A música é a linguagem dos espíritos. Khalil Gibran
Na dimensão daquilo que pensamos ou sentimos não há lugar ou tempo definidos ...

ARTE É VIDA

ARTE É VIDA
ARTE É VIDA E AMOR

MEU NOVO LIVRO DE VISITAS

NEW MAP-MAPA DE VISITANTES ON LINE

VISITAS ON LINE

CORAGEM DE SONHAR

"O mundo está nas mãos daqueles que têm a coragem de sonhar e correr o risco de viver seus sonhos"
Paulo Coelho

AMIZADE NOSSO BEM MAIOR

AMIZADE NOSSO BEM MAIOR

AMIGOS SEGUIDORES DO BLOG ARTE É VIDA - FALLOWERS

"Tudo quanto vive, vive porque muda; muda porque passa; e, porque passa, morre. Tudo quanto vive perpetuamente se torna outra coisa, constantemente se nega, se furta à vida."
Fernando Pessoa.

'Não queremos perder, nem deveríamos perder: saúde, pessoas, posição, dignidade ou confiança. Mas perder e ganhar faz parte do nosso processo de humanização'

Lya Luft


ARTE É VIDA - TRADUTOR

ARTE É VIDA - TRADUTOR
TRADUTOR INSTANTÂNEO-52 IDIOMAS-clique no livro acima

PAIXÃO E SILÊNCIO

PAIXÃO E SILÊNCIO
Blog Sinfonia de Sensualidade

CORAÇÃO E PAIXÃO

CORAÇÃO E PAIXÃO
" A Paixão, que não seja imortal posto que é chama, mas que seja eterna enquanto dure." Vinícios de Moraes

ARTE É VIDA 300..000 VISITAS - NEW POSTS

ARTE É VIDA 300..000 VISITAS - NEW POSTS

ARTE É VIDA E LUZ

ARTE É VIDA E LUZ

PLANTE AQUILO QUE DESEJA COLHER

PLANTE AQUILO QUE DESEJA COLHER
SANDRA WAIHRICH TATIT - NOVAS POSTAGENS - NEW POSTS

Friday, July 31, 2009

* ADMIRÁVEL ARTISTA * critérios que nos levam a nos apaixonarmos por alguém são equivocados e imperfeitos ...

Admirável Artista
Por Pedro J. Bondaczuk
Os critérios que nos levam a nos apaixonarmos por alguém são, via de regra, equivocados, ou pelo menos imperfeitos. Daí nos decepcionarmos, tão amiúde, no amor. A maioria ama pela beleza física de certas pessoas, artifício de que a natureza nos dotou para assegurar a perpetuação da espécie, sem atentar para outras virtudes delas. Só que o tempo não perdoa ninguém.Um dia a amada perde o viço da juventude e não se torna mais tão atrativa aos olhos. Caso não haja o ingrediente da amizade, da camaradagem e da cumplicidade entre o casal, sobrevém a mútua frustração. E não tarda para o relacionamento se desfazer.Há quem se apaixone por ter admiração por alguém, sem atentar para os seus defeitos. Quando os descobre... É aquela tragédia! O leitor já reparou que o amor, pelo menos em sua fase inicial, aquela que mais nos marca e que nos deixa lembranças preciosas e inesquecíveis, mesmo quando se acaba, é uma espécie de perpétua infância?Retomamos aquela ingenuidade inicial de meninos que com o tempo deixamos pelos caminhos da vida. Até as expressões que utilizamos durante o namoro são inocentes, carinhosas e um tanto quanto infantis, quando não piegas. Contudo, não nos importamos com isso e sequer notamos.Não por acaso, o amor é representado pela figura de uma criança, Eros (ou Cupido), garoto brincalhão que se diverte a lançar flechas nos corações dos incautos. E como as lança! Como brinca com os sentimentos humanos!Pena que, com o tempo, essa inocência seja substituída por outras características, nem sempre as mais desejáveis, que às vezes maculam e até destroem os relacionamentos amorosos. O poeta romano Propércio, nascido em 47 AC, na cidade de Assis, constatou a propósito: “Aquele que primeiro representou o amor nas feições de uma criança, esse foi admirável artista, porque foi também o primeiro a sentir que a vida dos amantes é infância perpétua”. E não é?O amor é um sentimento misterioso. Nunca vem sozinho, mas traz, consigo, outras tantas emoções contraditórias, como euforia e depressão, êxtase e sofrimento, exaltação e ciúmes, tudo isso simultaneamente. Proporciona-nos o máximo de satisfações e pungentes sofrimentos quando distantes da pessoa amada.Há quem o compare à febre, à perda de autocontrole e, principalmente, ao delírio. Doce delírio! E, ainda assim, é a mais desejável e sublime experiência que podemos ter. O escritor francês, Guy de Maupassant, no conto “A morta”, assim se expressou a propósito desse sentimento: “Por que amamos? É realmente estranho ver no mundo apenas um ser, ter no espírito um único pensamento, no coração um único desejo e na boca um único nome: um nome que ascende ininterruptamente, que sobe das profundezas da alma como a água de uma fonte, que ascende aos lábios, e que dizemos, repetimos, murmuramos o tempo todo, por toda parte, como uma prece”.Não é assim que os amantes se sentem quando distantes um do outro? Gosto de escrever sobre o amor, ainda que não tenha nada de novo, ou sequer minimamente inteligente para dizer. Sou amante compulsivo e não me importo em pagar o devido preço por isso. Não reluto em pôr as mãos nos emaranhados de espinhos, que as ferem sem dó e nem contemplação, para colher rubras rosas de afetos. A colheita compensa qualquer dor, a despeito das flores terem vida tão efêmera, como a desse delicado sentimento.Perguntam-me, amiúde, se eu conheço alguma receita infalível para assegurar a profundidade e, principalmente, a perpetuidade do amor e se existir, qual é. Não sou, diga-se de passagem, a pessoa mais indicada para dar esse tipo de conselho. Afinal, sou um rematado trapalhão em assuntos que dizem respeito a sentimentos. Há, contudo, inúmeras recomendações óbvias que podem ser dadas e que, se não asseguram a “eternidade” desse sentimento, o tornam sublime e profundo, pelo menos enquanto dura.A melhor receita de amor, entre tantas de que tomei conhecimento, é esta, no meu entender, dada por Madre Teresa de Calcutá, figura humana ímpar, que dispensa apresentações: “Não ame pela beleza, pois um dia ela acaba. Não ame por admiração, pois um dia você se decepciona. Ame apenas, pois o tempo nunca pode acabar com um amor sem explicação”. E pode? Claro que não! Busque, sobretudo, preservar sua eterna inocência, aquela que tínhamos na mais remota infância. Simples assim...
Pedro J. Bondaczuk é jornalista e escritor, autor do livro “Por Uma Nova Utopia"

* DIREITOS HUMANOS * O Direito à Liberdade Religiosa

O Direito à Liberdade Religiosa
Por Aldir Guedes Soriano

A expressão “liberdade religiosa” foi utilizada, provavelmente, pela primeira vez no segundo século da era cristã. Tertuliano, um advogado convertido ao cristianismo, usou essa expressão na sua obra intitulada Apologia (197 d.C.), para defender os cristãos que passavam por uma feroz perseguição religiosa empreendida pelo Império Romano. A obra foi endereçada aos governantes romanos a fim de sensibilizá-los acerca das injustiças e violências praticadas contra os cristãos. A Apologia de Tertuliano foi vista, sem dúvida nenhuma, como uma excentricidade, por muitos que a conheceram no distante século II d.C. Como se sabe, o Império Romano só passou a tolerar o cristianismo a partir do século IV d.C. e a liberdade religiosa permaneceu uma idéia estranha, extravagante e por muitos ignorada até o século XVIII, quando teve início a chamada era dos direitos, no dizer de Norberto Bobbio. Assim como no tempo de Tertuliano, a defesa do direito à liberdade religiosa pode parecer uma excentricidade, mesmo num país democrático como o Brasil. Isso é válido, principalmente no que diz respeito àqueles que professam uma crença diferenciada e pouco compreendida, como os observadores do sábado bíblico. Mais de um milhão de cristãos e judeus, que vivem e trabalham no território brasileiro possuem essa crença singular. Essa grande minoria encontra dificuldades no mundo moderno, principalmente, nas provas escolares, vestibulares e concursos públicos discricionariamente marcados no dia de sábado. O direito à liberdade religiosa não pode ser anulado pelo interesse público. A supremacia do interesse público sob o interesse privado não pode prevalecer quando se trata de um direito fundamental da pessoa humana. Admitir a supremacia do interesse público sob este viés, seria uma violação do princípio Constitucional da dignidade da pessoa humana. Ademais, o interesse público, como assinala John Rawls, não é superior aos interesses religiosos ou morais. Assim, o Estado não pode restringir as convicções religiosas quando estas entram em choque com os seus interesses. (John RAWLS, 1997).A discricionariedade da administração pública não pode anular o direito à liberdade religiosa. A administração pública poderia eleger, segundo critérios de conveniência e oportunidade, um dia sábado para a realização de determinado concurso público ou vestibular se essa discricionariedade não fosse limitada pelo direito administrativo. A discricionariedade da administração pública é limitada pela Lei e, no caso em tela, pela Lei Maior – a Constituição Federal – que dispõe: “Ninguém será privado de direitos por motivos de crença religiosa...” (art. 5º, inciso VIII, da CF/1988). Outro limite à discricionariedade se encontra no princípio da razoabilidade segundo o qual a conveniência e a oportunidade da administração pública não pode prevalecer diante da finalidade do ato administrativo. Ora, se a finalidade é o livre acesso aos cargos públicos, não se pode discriminar ou impedir esse acesso em razão de uma crença religiosa. Por outro lado, se a finalidade é o livre acesso ao ensino superior, a administração pública também não pode negar esse direito, prejudicando um segmento da sociedade, que também contribui com o pagamento de tributos, como o restante da população. O direito à liberdade religiosa, tampouco pode ser anulado pela autonomia das universidades, que se equipara à discricionariedade administrativa e, de igual sorte, está vinculada ao império da lei e à supremacia da Constituição. As instituições de ensino possuem autonomia didático-científica e administrativa conferida pelo art. 207 da Constituição Federal de 1988, porém não estão autorizadas a promoverem discriminações religiosas, segundo a própria Constituição. Muito pelo contrário, elas devem observar as normas Constitucionais concernentes ao direito à liberdade religiosa. Ademais, as universidades devem observar alguns princípios estabelecidos pelas diretrizes e bases da educação nacional, Lei Federal nº 9.394/1996, como o “respeito à liberdade e apreço à tolerância”, conforme o seu art. 3º. Assim sendo, as universidades devem permitir o pluralismo religioso entre os seus estudantes. Segundo John Rawls, “numa sociedade justa as liberdades da cidadania igual são consideradas invioláveis; os direitos assegurados pela justiça não estão sujeitos à negociação política ou ao cálculo de interesses sociais” (John RAWLS, 1997). O utilitarismo estatal não pode prevalecer quando se trata da proteção da pessoa humana. Os direitos humanos fundamentais têm primazia sobre o interesse social e, também, estatal.

Autor: Aldir Guedes Soriano
Pensamento Liberal
Sobre o Autor
“Onde está o homem que tem a prova incontestável da verdade de tudo o que sustenta, ou da falsidade de tudo o que condena, ou que pode dizer que examinou até o fundo todas as suas opiniões, ou as de outrem? A necessidade de acreditar sem conhecimento, ou freqüentemente em bases muito frágeis, nesse fugidio estado de ações e de cegueira em que nos encontramos, deveria nos deixar mais ocupados e cuidadosos em nos informar a nós mesmos do que em constranger os outros.”
John Locke (1632-1704)

Aldir Guedes Soriano , é advogado no Estado de São Paulo. Membro da Comissão de Direito e Liberdade Religiosa da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional de São Paulo.
Liberdade Religiosa
O direito à liberdade religiosa é um dos mais importantes direitos fundamentais da pessoa humana assegurados pela Constituição e pelos tratados internacionais de direitos humanos.
Conheça um pouco mais sobre esse direito fundamental lendo os nossos artigos.
Artigo postado por Sandra Waihrich Tatit
Advogada
OAB/RS 6923

Thursday, July 30, 2009

* CANÇÃO DE MEU CORAÇÃO * Sandra Waihrich Tatit

Fui nas profundezas de mim ,
de meu eu distante ,
me encontrei tão cansada ,
me encontrei comigo mesma ...
achando que eu não estava mais alí ,
aquela não era a mesma , não era o eu de antes ,
sentia-me perdida numa parcela do universo .
Desci mais degráus , e encontrei Deus
ele me fitou e falou : estou aqui ,
pensaste que estavas só , mas eu te esperava ansioso ,
vieste e eu sabia que chegarias .
As ondas de meu eu interior ,
não esperavam esta dádiva ,
este ser tão lindo que chegava a mim .
A felicidade me mostrou seu vulto ,
falou que eu merecia
eu levantei e me afastei ...
Ao chegar naquele recanto que sonhei
pensei ser uma ilusão de sonho bom mas não era ,
eras tu que vinhas a mim ,
e trarias tantas coisas boas ao meu coração .
De coração para coração , uma canção ...
de amor , de amizade , de paz .
Tua linguagem é a do coração ,
sabemos que só vemos bem com ele ,
era noite já ...
a lua estava ainda tímida e nada me dizia ,
tu sorrias ...
o firmamento cintilava e eu te amava mais ,
este amor que já existia há tantos séculos ,
este amor que eu esperava ,
sem tempo ...
atemporal e eterno ...
chegou e me fez alegre novamente ,
prometendo nunca mais me deixar naquela areia ,
naquele mar onde eu sozinha me encontrava
e caminhava a passos lentos ,
sob o vento e sob a chuva fria ,
me molhava e aumentava sua intensidade ...
afinal a chuva nasceu para molhar
a natureza inteira ...
mesmo fria é fiel companheira
meu corpo tremia de emoção ,
a chuva era uma canção e
me banhava com suas gotas de nuvens calmas ,
no céu de minha alma
uma beleza enfim ...
Meu delírio era real ,
tu existias e vieste ao meu encontro ,
antes que eu pudesse imaginar ,
já não te esperava mais ,
é assim que o destino escreve ,
mas sabia que um dia aconteceria .
Tu chegarias e eu te receberia ávida de tua luz .
Te quero ao meu lado a me cuidar sempre ,
porque és chuva regando meu coração ,
especial e carinhosamente .
Antes a minha espera vazia ,
agora será uma eterna companhia ,
para minha alma arredia ...
tua chegada foi minha alegria .
Não me deixes mais te peço ,
cuidas de mim e zelas por minha caminhada .



Sandra Waihrich Tatit
Meus Poemas de Improviso

Wednesday, July 29, 2009

** NOSSA SENTENÇA DE VIDA ** Sandra Waihrich Tatit

O cálice da vida transcorre e transborda , independente de nossa vontade e de nossas expectativas , é transitivo nas dores e tristezas , tudo vem e passa , acontecimentos inusitados nos assaltam e amedrontam , ficamos muitas vezes dependentes de circunstâncias inevitáveis , efêmeras porém pesadas , elas transcorrem alheias à vontade dos seres que as vivenciam . Nosso destino é implacável em muitos momentos , nada podemos contra sua determinação imposta , resta-nos apenas a resignação e a prática constante do amor , amor ao ser humano , amor à vida que apela nosso aperfeiçoamento e nossa parcela de colaboração . Cada dia é um desafio , uma sentença a cumprir , cada manhã um ato heróico , em cada amanhecer um improviso , em cada saudade um conformismo . Perdemos nossos seres queridos e choramos , voltamos a caminhar , as perdas inevitáveis nos assaltam e , ao vermos e sentirmos nossa pequenez , capitulamos e nos entregamos ao Poder Maior , que nos norteia em nossas mais profundas pretensões terrenas . Somos um e somos muitos , somos a eterna síntese dos tempos , sonhamos , caminhamos e desistimos , muitas vezes persistimos e nos lançamos arrebatados ao alcance de nossas grandes metas , de nossas colheitas e de nossa profunda essência , nosso cálice e a nossa sentença . O dia após dia maltrata nossos corações , tristes ou já cansados , muitas vezes desamados , testando a nossa resistência , nos sentimos então , limitados diante das forças maiores de nosso ser interior que transcende às adversidades . Nossa meta é seguir adiante , de nada adianta a estagnação , precisamos equilibrar o nosso movimento na dimensão terrena , cumprirmos a nossa sentença de vida , pois é transitivo o cálice das nossas provações , nada é definitivo neste estágio finito , a transitoriedade nos assusta e nos intimida , na transitoriedade das horas e dos tempos , nossa fé grita e nos administra em nossas agruras . Ainda que de muito alto possamos cair , mais alto será o nosso ressalto e , certamente mais eternizada a nossa permanência na memória inexpugnável da vida , na taça dos nossos melhores dias , no cálice de nossa sentença .


Sandra Waihrich Tatit
Meus Poemas de Improviso
Direitos Autorais Protegidos

Tuesday, July 28, 2009

* CÂNTICOS SAGRADOS DO AMANHECER * bendito seja o sol que nos faz reviver em cada amanhecer de luz ...

Por Sandra Waihrich Tatit

No amanhecer sentimos nossa esperanças renovadas e , constatamos a vida nascendo nova , nos recarregando de energias , em cada manhã , precisamos mentalizar muitas coisas boas , durante a noite tudo é refeito , reconstruido , reintegrado e , ao amanhecer o sol nos traz de volta todas as energias que precisamos , repõe nossas carências . Nos olharmos no espelho e pensarmos coisas positivas é fundamental , sorrirmos para nós mesmos e irradiarmos muito calor e renovação . Cada amanhecer é um novo processo de vida plena , se cultivarmos o otimismo , o teremos de volta , se sorrirmos teremos alegria . Fundamental esquecermos o que passou , somente o presente existe agora e , cada minuto é uma construção de amor e de vida . Nossas dores serão amenizadas com o sol que renasce , nossas tristezas diminuidas se a elas não dermos tanta ênfase . Os pássaros , com seu canto uníssono , nos passam alegria e vontade de viver . O orvalho chora nossas tristezas e nos reestrutura . O sol murmura os sons do amanhecer , sol de cada coração triste , de cada alma abandonada , de cada nostalgia . Precisamos exercitar esta importante terefa de celebrar as delícias do amanhecer , com cada sol , em cada manhã , nos reabastecermos de luz e calor , nossas dores serão menores se nos voltarmos a Deus e nos entregarmos a este infalível poder superior , o qual rege nossa existência , o grande regente da sinfonia universal . Confiarmos nele , nos entregarmos inteiros e deixarmos a vida rolar , deixarmos as energias fluirem , tão novas como o sol que renasce . Paz , paz , muita serenidade , nossa respiração estará na cadência da vida plena , e a nossa plenitude se sustenta e se reproduz , bendito seja o sol que nos faz reviver a cada amanhecer , mesmo estando sob núvens , ele nos ilumina e reconstrói . Sejamos luz , amor e esperanças do amanhecer , cânticos sagrados do amanhecer ...


Sandra Waihrich Tatit
Direitos Autorais Protegidos
http://aquariussandra.blogspot.com/

Monday, July 27, 2009

* COMO OS SONS INFLUENCIAM A SUA VIDA * a influência da música em sua vida , o organismo físico e emocional não suporta a dissonância rítmica ...

Relaxamento
Como os sons influenciam o cérebro
A influência da música em sua vida!
O organismo físico e emocional não suporta a dissonância rítmica, um perigo mortal para todos os seres vivos.A tendência natural é de acomodação do ser vivo a qualquer ruído externo próximo. E, por esse motivo, devemos evitar certos barulhos e sons se quisermos o relaxamento.A música ajuda na interiorização da mente. Estimula a reflexão. Descansa a mente. Fizeram uma pesquisa com um peixinho de aquário. Ele precisa de 43 aspirações por minuto para não morrer asfixiado. Colocaram um aparelho próximo ao aquário na frequênciade 40 tic tacs por minuto. O peixe foi para um local mais silencioso do aquário, porque seu organismo teria que se adaptar ao ruído e sua respiração iria cair. Se o ruído prosseguisse ele morreria asfixiado.Assim também acontece conosco. Os seres humanos se adaptam aos ruídos locais, principalmente o coração e a respiração.No final de qualquer balada o que o DJ faz? Começa a diminuir o ritmo, a freqüência rítmica das músicas para desacelerar os jovens. Já observou o ritmo da música das baladas e festas have? Tum, ta , Tum, como as batidas do coração. O som é tão alto e acelerado que alguns jovens tomam bebidas estimulantes, muito álcool para entrar no ritmo. O que pode ser muito perigoso para a saúde. Dançar faz bem, mas aliar drogas à dança e a música, uma faca de dois gumes.E, por esse motivo, se você sofre de insônia não ouça rock antes de dormir. Vai excitá-lo ainda mais.A música barroca induz ao relaxamento, diminui as batidas do coração e a respiração naturalmente. Está nervoso? Ouça música barroca e nem precisará induzir seu corpo a relaxar. Ele fará isso imediatamente.A música induz à imaginação.Quando relembramos algumas cenas ruins, nós estimulamos os neurotransmissores do cérebro a se comunicar com outros, como se estivessem conversando entre si. Daí surge a imagem.Neurotransmissores são substâncias químicas que ajudam na comunicação das células cerebrais.Relembre uma briga com uma pessoa amada.Nesse momento, entrarão os neurotransmissores do cérebro. Essas substâncias tem a função de ajudar os neurônios a formar imagens ligadas ao seu pensamento. Depois de alguns minutos , a cena da briga vai se materializar na sua mente e começará a sentir tudo outra vez: irritação, medo, raiva. Sofrerá novamente.Relembre uma cena bonita ou feliz e os neurotransmissores farão o mesmo. E uma imagem boa entrará na sua mente.E a sensação física será agradável!Se quiser se sentir bem - tem que aprender a pensar direito!A música apropriada ajuda nesse sentido.Quando você está com depressão, seus neurotransmissores ficam "doidos". Algumas doenças psicológicas precisam de remédios. Esses remédios tem que ser específicos para atravessar as barreiras naturais do cérebro.É muito difícil atravessar a barreira das células cerebrais, mas a MÚSICA consegue atingir os neurônios. A música atinge os neurônios, porque são ondas...E cada música, corresponde a uma cor imperceptível a olho nu, mas percebida pelo inconsciente.E, por esse motivo, algumas músicas despertam sensações desagradáveis e outras agradáveis.Quer viver bem?Deixe que a música faça parte da sua vida!Certos tipos de música ajudam a curar os sintomas da depressão,facilitam o aprendizado,amenizam o pessimismo,estimulam a mente.Quer melhorar seu aprendizado?Ouça "As quatro estações de Vivaldi".Quer relaxar e esvaziar a mente?Ouça sons da natureza, como barulho de água e cachoeira.Quer ficar reanimado?Sons da Enia, Yanni e por aí vai.Cuide do seu corpo ouvindo música!A música é vida!É saúde!

Saturday, July 25, 2009

*** GALOPANDO NO TEMPO *** Sandra Waihrich Tatit

*Galopando no Tempo*
Sandra Waihrich Tatit
Ao vento , cavalgo minha dores
dissabores e amores ,
Domando as agruras que surgem
No horizonte bravio ...
Seguindo a caminhada
como um pássaro que busca alimento ,
No galope de meus pensamentos ,
Domando as adversidades com rédeas curtas ,
Montando na saudade ...
Galopando no tempo ,
Sem corcovear nas intempéries .
Assim , passam os dias e noites ,
Mais um dia é menos um dia ...
Nesta lenta agonia da vida ,
disfarçada de ilusão e esperança .
Desde criança acreditei na vida ,
Sem pensar na arrancada ,
na marcha e na despedida
Na partida inevitável ...
As rédeas curtas são meu prumo e a minha garantia ...
Numa tropeçada sei qual o jeito
de conduzir meu cavalgar ligeiro ,
quando poderia tombar ,
encurto as rédeas e sigo em frente
mesmo em desatino .
A estrada se desalinha ,
eu quase rodando me equilibro ainda !
É a vida e seus desafios ...
A sensatez que aprendi com o tempo
Me ajuda a domar o meu destino .
Ardiloso como este cavalo bravo
me domina e desconcerta ,
eu o desarmo no galope intenso ...
Nas rédeas curtas de meu pensamento !
Curtas , para evitar o tombo ,
Temor para quem cavalga sozinho ,
Na cancha reta da sua vida !

Sandra Waihrich Tatit
Meus Poemas de Improviso

Thursday, July 23, 2009

** OUÇAS O TEU CORAÇÃO ** Sandra Waihrich Tatit

Ouças o Teu Coração ...
sintas quantas coisas lindas lá residem , nestas horas de paz , como esta que agora estou , renasço e sinto a vida intensamente introduzida no fundo de minha alma , este piano que agora escuto me refaz e reconforta tanto , Meu Deus , como agradeço ter esta música aqui comigo , é uma acompanhante tão fiel , tão marcante ... me deixa num estado de graça e amor ... fazendo a palavra fluir com ardor , tão sublime sentir a vida assim como a sinto agora e poder passar esta doce energia , estou podendo fazer isto , intensamente , vagarosamente , pausadamente ... é como um orgasmo emocional , de viver a plenitude de meu ser , transbordante de amor e tanto carinho a dar aos seres que me cercam e agradecer esta dádiva de estar aqui agora , desfrutando a magnitude da vida na plenitude de minha emoção sentida , livremente , solta e colorida , assim como um reflexo de luzes , iluminando a terra inteira , meu corpo inteiro a gozar as delícias de sentir ... sentir amor , carinho e dor ... simultaneamente , respirar a dor com a alegria e , nesta singular nostalgia , de sorrir e chorar , unindo a lágrima à rosa , vislumbrar um Deus maior ainda dentro de minha amplidão , pela emoção sentida , agradecendo a dádiva da vida ... é tão doce sentir assim , mesmo sendo um momento efêmero , pequenos momentos se intercalam na síntese da sublimidade do universo inteiro , transbordante , borbulhante ... a derramar o prazer das emoções reunidas , das graças eternas , de cada amanhecer de luz , de cada crepúsculo de saudade ... vale a vida esta sensação de eternidade !



Sandra Waihrich Tatit
Meus Poemas de Improviso

* LAÇOS DE FAMÍLIA * convivência familiar nem sempre é harmônica , causam perplexidade as dificuldades da relações entre pessoas criadas juntas ...

Laços de família

A convivência familiar nem sempre é harmônica.
Frequentemente, tem-se mais espontaneidade e prazer no relacionamento com amigos do que com irmãos.
Causam perplexidade as dificuldades de relações entre pessoas que foram criadas juntas e tiveram experiências similares em seus primeiros anos.
Elas aprenderam com os pais valores e lições semelhantes, mas apresentam grandes diferenças em seus gostos e tendências.
Alguns irmãos, tão logo atingem a idade adulta, deliberadamente se afastam dos demais.
Outros, mesmo permanecendo em contato, estão em constantes atritos.
A razão dessa dificuldade de relacionamento é explicada pelo Espiritismo.
Ele esclarece que existem duas espécies de família, a material e a espiritual.
A família material é estabelecida pelos laços sanguíneos.
A família espiritual decorre exclusivamente de afinidade e de comunhão de ideias e valores.
O parentesco corporal é estabelecido a partir da necessidade de aprendizado e de refazimento de erros do passado.
A parentela corporal pode ou não ser composta de Espíritos afins, ditos parentes espirituais.
A parentela espiritual é facilmente identificável.
São as pessoas que se buscam e têm prazer na companhia umas das outras.
Elas têm valores em comum e seu relacionamento é tranquilo e prazeroso.
Se dois irmãos carnais têm genuína afinidade, eles sempre são grandes amigos.
As dificuldades surgem quando a vida reúne antigos desafetos no mesmo lar.
A convivência entre seres radicalmente diferentes e com uma certa dose de antipatia costuma ser explosiva.
Entretanto, a Sabedoria Divina jamais se equivoca.
Se ela providenciou essa reunião, é porque se trata de providência imprescindível à conquista da harmonia.
A Lei Divina estabelece o amor e a fraternidade entre os seres.
Quando alguns Espíritos não aprendem suas lições com facilidade, a vida providencia os meios necessários para que o aprendizado ocorra.
Por exemplo, dois cônjuges que se traem e infelicitam.
Eles podem aprender a lição de que a lealdade é um tesouro.
Também podem, a partir da ciência de sua própria fragilidade moral, ter compaixão do erro do outro.
Mas muitos que traem e vilipendiam se permitem odiar quem com eles faz o mesmo.
Esses por vezes renascem como irmãos, para que aprendam a se amar fraternalmente.
Embora esse convívio não seja fácil, ele corresponde a uma real necessidade espiritual.
Em inúmeros outros contextos, a Providência Divina reúne no mesmo lar Espíritos que se permitiram equívocos uns contra os outros.
A família é um poderoso instrumento para eliminar rancores seculares e viabilizar a transformação moral das criaturas.
Ciente dessa realidade, valorizemos a nossa família!

Redação do Momento Espírita
http://www.momento.com.br/

Wednesday, July 22, 2009

"QUANDO AS DORES NÃO PUDE SUAVIZAR FIZ DO SORRISO UM ÍNTIMO ACALANTO , O MAIS SUBLIME E HUMANO VANDALISMO É GARGALHAR COM LÁGRIMAS NOS OLHOS" ...

Sorri , embora tenhas dentro da alma a dor que o mundo desconhece ... sorri que o teu sorriso será prece que te aliviará te dando calma . Sorri , como se em tua alma , nenhum mal , nenhuma dor houvesse pois o sorriso é o bálsamo qua acalma , os males que na vida se padece ...

Tuesday, July 21, 2009

* QUANDO NÃO RESTA OUTRA SAÍDA SENÃO O FIM * algo tão óbvio e ao mesmo tempo tão difícil de colocar em prática ...

Quando Não Resta Outra Saída Senão o Fim
Algo tão óbvio e ao mesmo tempo tão difícil para se colocar em prática, não é mesmo?
As pessoas continuam omitindo, mentindo e nos fazendo de bobo, onde faltam o amor, o respeito, a consideração e a gratidão ao próximo se esquecendo que existe a justiça de Deus.
Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final...
Se insistirmos em permanecer nela mais do que o tempo necessário, perdemos a alegria e o sentido das outras etapas que precisamos viver.
Encerrando ciclos, fechando portas, terminando capítulos.
Não importa o nome que damos, o que importa é deixar no passado os momentos da vida que já se acabaram.
Omissão, mentiras, traição .... deixe tudo para trás.
Acabe com o sofrimento e a dor que se instalaram em seu coração.
Pare de sofrer por quem não merece o seu amor.
O tempo está mostrando que você se apegou a um sofrimento que está corroendo, sufocando e matando a alegria que habitava seu coração e ele mesmo irá confirmar que essa pessoa não merece você.
Terminou uma relação?
Você pode passar muito tempo se perguntando por que isso aconteceu....
Pode dizer para si mesmo que não dará mais um passo enquanto não entender as razões que levaram certas coisas, que eram tão importantes e sólidas em sua vida, serem subitamente transformadas em pó.
Mas tal atitude será um desgaste imenso para todos: seus pais, seus amigos, seus filhos, seus irmãos, todos estarão encerrando capítulos, virando a folha, seguindo adiante, e todos sofrerão ao ver que você está parado.
Ninguém pode estar ao mesmo tempo no presente e no passado, nem mesmo quando tentamos entender as coisas que acontecem conosco.
Acorde e veja que você está sendo enganado pela pessoa que mais confia.
O que passou não voltará: não podemos ser eternamente meninos, adolescentes tardios, filhos que se sentem culpados ou rancorosos com os pais, amantes que revivem noite e dia uma ligação com quem já foi embora e não tem a menor intenção de voltar, ou que continua mantendo a relação iludindo com mentiras em troca de interesses.
As coisas passam, e o melhor que fazemos é deixar que elas realmente possam ir embora...
Por isso é tão importante (por mais doloroso que seja!) destruir recordações, mudar de casa, dar muitas coisas para orfanatos, vender ou doar os livros que tem.
Tudo neste mundo visível é uma manifestação do mundo invisível, do que está acontecendo em nosso coração... e o desfazer-se de certas lembranças significa também abrir espaço para que outras tomem o seu lugar.
Deixar ir embora. Soltar. Desprender-se.
Ninguém está jogando nesta vida com cartas marcadas, portanto às vezes ganhamos, e às vezes perdemos.
Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor.
Pare de ligar sua televisão emocional e assistir sempre ao mesmo programa, que mostra como você sofreu com determinada perda: isso o estará apenas envenenando, e nada mais.
Não há nada mais perigoso que rompimentos amorosos que não são aceitos, promessas de emprego que não têm data marcada para começar, decisões que sempre são adiadas em nome do "momento ideal".
Antes de começar um capítulo novo, é preciso terminar o antigo: diga a si mesmo que o que passou, jamais voltará!
Lembre-se de que houve uma época em que podia viver sem aquilo, sem aquela pessoa - nada é insubstituível, um hábito não é uma necessidade.
Pode parecer óbvio, pode mesmo ser difícil, mas é muito importante.Encerrando ciclos.
Não por causa do orgulho, por incapacidade, ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida pois não podes mais conviver e suportar um mundo de mentiras. Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira.
Deixe de ser quem era, e se transforme em quem você realmente é.
Torna-te uma pessoa melhor e assegura-te de que sabes bem quem és tu próprio, antes de conheceres alguém e de esperares que ela veja quem tu és..
E lembra-te:
Tudo o que vai embora, vai sempre por alguma razão.

Universo da Mulher

Monday, July 20, 2009

* A AÇÃO DA AMIZADE * sentimento que une as almas gerando alegria e bem estar , suave expressão do ser humano intercambiando as forças da emoção ...


A Ação da Amizade

Vez que outra, é bom nos determos, por alguns minutos, para refletir um pouco sobre a ação da amizade em nossas vidas. A amizade é o sentimento que une as almas umas às outras, gerando alegria e bem-estar.
A amizade é suave expressão do ser humano que necessita intercambiar as forças da emoção sob os estímulos do entendimento fraternal.
Inspiradora de coragem e de abnegação, a amizade enfloresce as almas, abençoando-as com resistências para as lutas.
Há, no mundo moderno, muita falta de amizade!
O egoísmo afasta as pessoas e as isola.
A amizade as aproxima e irmana.
O medo agride as almas e as infelicita.
A amizade apazigua e alegra os indivíduos.
A desconfiança desarmoniza as vidas e a amizade equilibra as mentes, dulcificando os corações.
Na área dos amores de profundidade a presença da amizade é fundamental. Ela nasce de uma expressão de simpatia e firma-se com as raízes do afeto seguro, fincadas nas terras da alma.
Quando outras emoções se enfraquecem no vaivém dos choques, a amizade perdura, companheira devotada das pessoas que se estimam.
Se a amizade fugisse da Terra, a vida espiritual dos seres se esfacelaria.
Ela é meiga e paciente, vigilante e ativa.
Discreta, se apaga, para que brilhe aquele a quem se afeiçoa.
Sustenta na fraqueza e liberta nos momentos de dor.
A amizade é fácil de ser vitalizada.
Cultivá-la, constitui dever de todo aquele que pensa e aspira, porquanto, ninguém logra o êxito, se avança com aridez na alma ou indiferente ao enlevo da sua fluidez.
Quando passam os impulsos sexuais do amor nos cônjuges, a amizade fica.
Quando a desilusão apaga o fogo dos desejos nos grandes romances, se existe amizade, não se rompem os liames da união.
A amizade de Jesus pelos discípulos e pelas multidões, dá-nos até hoje, a dimensão do que é o amor na sua essência mais pura, demonstrando que ela é o passo inicial para essa conquista superior que é a meta de todas as vidas e mandamento maior da Lei Divina.
Existe uma ciência de cultivar a amizade e construir o entendimento. Como acontece ao trigo, no campo espiritual do amor, não será possível colher sem semear. Examine, pois, diariamente, a sua lavoura afetiva. Irrigue-a com a água pura da sinceridade, do perdão, da atenção. Sem esquecer jamais do adubo do amor, do carinho e do afeto. Imite o lavrador prudente e devotado, e colherá grandes e precisos resultados.

Redação do Momento Espírita, com base no cap. 121 do livroVinha de Luz, pelo Espírito Emmanuel, psicografia de FranciscoCândido Xavier.

Sunday, July 19, 2009

* CONTEMPLAÇÃO *

Contemplação
Sandra Waihrich Tatit

Os ruídos sublimes da noite eclodem no silêncio ,
as horas transcorrem na súbita melodia inesperada ,
assim como em agonia os seres que apelam
pelo silêncio que cura .
Consolam-se nas madrugadas frias e vazias ,
gotas de nostalgia .
Muitos seres as buscam como luzes ,
em suas agonias ,
harmonizam seu ser no escuro das noites ,
onde vidas transpõem espaços e açoites .
No extremo suavizar do fim das madrugadas frias .
No amanhecer .
Assim surgem as claras sinfonias ,
onde o tom noturno vibra ainda ,
onde amanhecem as fantasias nuas ...
onde acordam todas as melodias .



Sandra Waihrich Tatit
Meus Poemas de Improviso
19.07.2009

Friday, July 17, 2009

* GENTE COMETA * os amigos permanecem em nossa vida como estrelas que iluminam nossos corações ...

GENTE COMETA
O MUNDO ESTÁ PRECISANDO DE ESTRELAS, VAMOS TENTAR SER UMA
Há pessoas estrelas e há pessoas cometas.
Os cometas passam. Apenas são lembrados pelas datas que passam e retornam. As estrelas permanecem. Os cometas desaparecem.
Há muita gente cometa. Passa pela vida da gente apenas por instante. Gente que não prende ninguém e que a ninguém se prende. Gente sem presença. Assim são pessoas que vivem numa família e que passam um pelo outro sem presença.
Importante é ser estrela. Permanecer. Estar presente. Marcar presença. Estar junto. Ser calor. Ser vida. Amigo é ser estrela. Podem passar os anos, podem surgir distâncias mas a marca fica no coração. Coração que não quer enamorar-se de cometas que apenas atraem olhares passageiros. Muitos cometas por momentos passam e desaparecem.
Ser cometa é não ser amigo. É ser companheiro por instantes. É explorar os sentimentos humanos. A solidão é resultado de uma vida cometa. A solidão é conseqüência de não poder contar com alguém. Ninguém fica. Todos passam. E a gente também passa pelos outros.
Há necessidade de criar um mundo de estrelas. Todos os dias poder vê-las e senti-las. Todos os dias ver sua luz e calor. Assim são os amigos estrelas de nossa vida. Pode se contar com eles. Eles são presença. São coragem nos momentos difíceis. São luz nos momentos escuros. São segurança nos momentos de desânimo.
Ser estrela neste mundo passageiro, nesse mundo cheio de cometas é um desafio, mas acima de tudo, uma recompensa. É nascer e ter vivido e não apenas existido.
Reinilson Câmara - Professor, escritor, poeta, cronista e compositor de Mpb.

* OUTRA CHANCE * ... a esperança acena para além do véu da desesperança , para todos os que , caídos anseiam reerguer-se ...

Outra chance

A linguagem dos Evangelhos, pela sua tônica de síntese, não se alonga em descrições, como muito gostaríamos.
Assim é que alguns personagens são apresentados de forma meteórica e nos deixam a pensar o que lhes terá ocorrido, após o encontro com Jesus.
O caso da adúltera, surpreendida em flagrante e conduzida pelo esposo e seus amigos à praça pública para julgamento é um desses episódios.
O desenlace não se encerra com as palavras do Cristo à turba exaltada e à mulher sofrida.
Narram-nos as tradições espirituais que, após ouvir do Mestre as frases: Ninguém te condenou? Eu também não te condeno. Vai e não tornes a errar, ela se ausentou da praça, de alma angustiada.
O que fazer, agora? Retornar ao lar? De forma alguma, desde que não poderia aguardar do esposo compreensão, após o desfecho dos fatos.
Voltar ao lar paterno? Inviável, marcada que estava pelo equívoco considerado imperdoável e merecedor da morte pela lapidação.
Jesus lhe permitira viver. Contudo, para onde ir? O que fazer? Com o Espírito conturbado, quando o véu da noite se fez sobre a Terra, ela buscou o Mestre, no lar que O acolhia.
Solicitou entrevista em particular e Lhe falou das suas incertezas.
Errara, sim, pois se deixara enredar nas malhas da sedução de habilidoso homem. Que rumo tomar, indagava, desde que não tinha para onde ir?
O Mestre, que viera para os doentes, e não para os sãos, que viera para consolar, não para julgar, estendeu-Lhe as mãos e Lhe acenou com perspectivas novas.
Aconselhou-a a buscar localidade onde não fosse conhecida, recomeçar sua vida e primar pelo reto caminho.
A noite recamada de estrelas a surpreendeu na estrada para distantes sítios.
Anos depois, nas imediações da cidade de Tiro, ela podia ser encontrada em humilde casa, servindo ao seu próximo.
Transformara sua sede de amor em doação ao semelhante. Recebia em seu lar os doentes abandonados, chagados e enfermos da alma.
Lavava-os, tratava-lhes as feridas e para lhes dulcificar o caminho cheio de espinhos, falava-lhes de Jesus.
Eu estava perdida, afirmava, e Jesus me recuperou, apontando-me a luz.
A esperança acena para além do véu da desesperança, para todos os que, caídos, embora, anseiam reerguer-se.
Se você está a ponto de cair, cedendo às paixões inferiores, alce os olhos e busque Jesus, através dos fios delicados da prece.
Se você se sente à beira do abismo, recorde que os que seguem o Cristo, caem de pé, dispostos ainda à retomada dos bons propósitos e das lutas nobres, no sincero desejo de acertar.

Redação do Momento Espírita, com base no cap. 15 do livro Pelos caminhos de Jesus, pelo Espírito Amélia Rodrigues, psicografia de Divaldo Pereira Franco, ed. Leal.Em 17.07.2009.

Thursday, July 16, 2009

* OS LIMITES DA LIBERDADE DE EXPRESSÃO- * é o direito de manifestar livremente opiniões , idéias e pensamentos .

Os Limites da Liberdade de Expressão
Alessandra Amato
“Liberdade de expressão é o direito de manifestar livremente opiniões, idéias e pensamentos”. A Constituição Federal regula a liberdade de expressão e informação, nos artigos 5° e 220, e parágrafos, que reza: Art. 5°, IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato;Art. 5°, IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença;Art. 5°, XIV - é assegurado a todos o acesso à informação e resguardo do sigilo da fonte, quando necessário ao exercício profissional; Art. 220 - A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a. informação, sob qualquer forma, processo ou veículo, não sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição.§1° - Nenhuma lei conterá dispositivo que possa constituir embaraço à plena liberdade de informação jornalística em qualquer veículo de comunicação social, observado o disposto no art. 5°, IV, V, X, XIII e XIV;§2° - É vedada toda e qualquer censura de natureza política, ideológica e artística.Cabe verificar, que a censura ainda está enraizada em nossas veias, no nosso DNA.É complicado para muitas pessoas conviver numa sociedade, sem censuras ou limites, uma vez que, vivemos muitos anos no regime de censura. Mas até que ponto, para a própria organização de Estado e para a convivência em sociedade não necessita de limites para expressão da liberdade? A liberdade de expressa deve ser orientada para o bem, e não, para a banalização de conceitos. Devemos preservar o respeito e a dignidade de outrem.Ela deve ser utilizada como fonte de orientação, informação, contribuição para o bem comum e para a educação, e não, para a degradação. “A liberdade de cada um acaba onde começa a liberdade do outro”. Se observarmos o mundo, a idéia central é que não há uma verdadeira e objetiva liberdade de expressão. O pensamento, a opinião de cada um de nós é pré-determinada, enraizada nos nossos modelos familiares, educacionais, culturais e ideológicos, não esquecendo da educação escolar e da religião, o grupo e o meio social, assim, como as informações úteis ou não dos meios de comunicação. Não há direito absoluto, uma vez que, os mesmos estão limitados por outros direitos ou por valores coletivos da sociedade. A liberdade de expressão deve respeitar os limites éticos, morais, sociais e familiares, deixando de lado, e não confundindo com a imoralidade, palavras de baixo calão, ou qualquer forma e pensamento destrutivo de conceitos como o respeito, a dignidade humana, as opções das pessoas, não tornando, portanto, um meio prejudicial e danoso. Para qualquer sociedade a liberdade de se expressar é extremamente benéfica, porque será através dela que os cidadãos poderão participar sugerir ou criticar. O objetivo da liberdade de expressão é tornar o cidadão um ser “pensante”. Porém, observamos no Brasil, um equívoco em relação à liberdade de expressão. A televisão brasileira, por exemplo, ao se expressar, distorce notícias, condena pessoas, estimula a sensualidade precoce, a mentira, a nudez, a infidelidade conjugal, etc. Cadê os órgãos públicos fiscalizadores? Não podemos confundir liberdade de expressão com banalização! Os países desenvolvidos cultivam outros valores com a liberdade de expressão, uma vez que, possuem consciência dos resultados desastrosos, que a banalização trás no futuro, como a proliferação e o aumento do subdesenvolvimento e a decadência familiar e social. Os limites da liberdade de expressão elencadas na nossa Carta Magna (CF) são: a vedação do anonimato, o direito de resposta, o direito a ações indenizatórias, o direito à honra e à privacidade. Concluímos que a liberdade de expressão é um passo construtivo à sociedade, desde que tenhamos o respaldo à veracidade dos fatos alegados, em sua totalidade, respeito à dignidade e a liberdade das pessoas. Não podemos confundir a liberdade de expressão com a degradação, banalização e inversão de valores, o que infelizmente vem ocorrendo. A liberdade de expressão veio ao nosso encontro, com o intuito de informação, da verdade “sem máscaras”, orientação, aprendizagem e benefícios ao nosso País .
'Alessandra Amato', é Advogada Civilista e Criminalista/ Educadora e Escritora , Pós-graduada em Direito.

Wednesday, July 15, 2009

* MUNDO MODERNO * talvez o maior desafio da vida moderna seja sermos nós mesmos em um mundo que insiste em modelar nosso jeito de ser ...

Mundo Moderno
Roberto Shinyashik

Talvez o maior desafio da vida moderna
seja sermos nós mesmos em um mundo
que insiste em modelar nosso jeito de ser.
Querem que deixemos de ser como somos
e passemos a ser o que os outros esperam que sejamos.
Aliás, a própria palavra "pessoa" já é um convite
para que você deixe de ser você.
"Pessoa" vem de "Persona", que significa "máscara".
É isso mesmo: coloque a máscara e vá para o trabalho.
Ou vá para a vida com a sua máscara.
Talvez o sentido do elogio:
"Fulano é uma boa pessoa", signifique na verdade:
"Ele sabe usar muito bem a sua máscara social".
Mas qual o preço de ser bem adaptado?
O número de depressivos, alcoólatras
e suicidas aumenta assustadoramente.
Doenças de fundo psicológico como síndrome do pânico
e síndrome do lazer não param de surgir.
Dizer-se estressado virou lugar-comum
nas conversas entre amigos e familiares.
Esse é o preço.
Mas pior que isso é a terrível sensação de inadequação
que parece perseguir a maioria das pessoas.
Aquele sentimento cristalino de que não estamos vivendo
de acordo com a nossa vocação.
E qual o grande modelo da sociedade moderna?
Querer ser o que a maioria finge que é.
Querer viver fazendo o que a maioria faz.
É essa a cruel angústia do nosso tempo:
o medo de ser ultrapassado em uma corrida
que define quem é melhor,
baseada em parâmetros que, no final da pista,
não levam as pessoas a serem felizes.
Quanta gente nós não conhecemos,
que vive correndo atrás de metas sem conseguir
olhar para dentro da sua alma
e se perguntar onde exatamente
deseja chegar ao final da corrida?
Basta voltar os olhos para o passado para ver
as represálias sofridas por quem ousou sair dos trilhos,
e, mais que isso, despertou nas pessoas
o desejo de serem elas mesmas.
Veja o que aconteceu a John Lennon, Abraham Lincoln,
Martin Luther King, Isaac Rabin?
É muito perigoso não ser adaptado!
Essa mesma sociedade que nos engessa
com suas regras de conduta, luta intensamente
para fazer da educação um processo
de produção em massa.
A maioria das nossas escolas trabalha
para formar estudantes capazes
de passar no vestibular.
São poucos os educadores que se perguntam
se estão formando pessoas para assumirem
a sua vocação e a sua forma de ser.
Quantos casos de genialidade que foram excluídos
das escolas porque estavam além
do que o sistema de educação poderia suportar.
Conta-se que um professor de Albert Einstein
chamou seu pai para dizer que o filho
nunca daria para nada,
porque não conseguia se adaptar.
Os Beatles foram recusados pela gravadora Deca!
O livro "Fernão Capelo Gaivota"
foi recusado por 13 editoras!
O projeto da Disney Word foi recusado por 67 bancos!
Os gerentes diziam que a idéia de cobrar um único ingresso
na entrada do parque não daria lucros.
A lista de pessoas que precisaram passar por cima
da rejeição porque não se adaptavam ao esquema
pré-existente é infinita.
A sociedade nos catequiza para que sejamos mais uma peça
na engrenagem e quem não se moldar para ocupar o espaço
que lhe cabe será impiedosamente criticado.
Os próprios departamentos de treinamento
da maioria das empresas fazem isso.
Não percebem que treinamento é coisa para cachorros,
macacos, elefantes.
Seres humanos não deveriam ser treinados,
e sim estimulados a dar o melhor de si
em tudo o que fazem.
Resultado: a maioria das pessoas se sente o patinho feio
e imagina que todo o mundo se sente o cisne.
Triste ilusão: quase todo mundo
se sente um patinho feio também.
Ainda há tempo!
Nunca é tarde para se descobrir único.
Nunca é tarde para descobrir que não existe
nem nunca existirá ninguém igual a você.
E ao invés de se tornar mais um patinho,
escolha assumir sua condição inalienável de cisne!
Pense nisso!


Castelo dos Sonhos
15 Julho 2009

* OS ARTISTAS VIVEM ATRAVÉS DOS SÉCULOS COM A INTENSIDADE DO MOMENTO CRIADOR , O EFÊMERO SE TORNA IMORTAL PELAS OBRAS DE ARTE *

Tuesday, July 14, 2009

* ISSO É MUITA SABEDORIA * Clarice Lispector

Isso é Muita Sabedoria
Clarice Lispector

Quando fazemos tudo para que nos amem
e não conseguimos,
resta-nos um último recurso:
não fazer mais nada.
Por isso, digo, quando não obtivermos o amor,
o afeto ou a ternura que havíamos solicitado,
melhor será desistirmos e procurar mais adiante
os sentimentos que nos negaram.
Não fazer esforços inúteis,
pois o amor nasce, ou não,
espontaneamente,
mas nunca por força de imposição.
Às vezes, é inútil esforçar-se demais, nada se consegue;
outras vezes, nada damos
e o amor se rende aos nossos pés.
Os sentimentos são sempre uma surpresa.
Nunca foram uma caridade mendigada,
uma compaixão ou um favor concedido.
Quase sempre amamos a quem nos ama mal,
e desprezamos quem melhor nos quer.
Assim, repito,
quando tivermos feito tudo para conseguir um amor,
e falhado, resta-nos um só caminho...
o de mais nada fazer.

Monday, July 13, 2009

* DEUSA DO ETÉREO * do eminente poeta Ferdinando da Alemanha , belíssimo soneto ...


DEUSA DO ETÉREO
Ferdinando©

Vestiste-te no tempo do passado
Em paixão que afogueia o teu ser,
E cobres com o azul mais sagrado
Os sonhos, que no longe vão nascer.


Boémio fora o espaço caminhado
Na loucura que incentiva de prazer,
No imenso Universo enfeitiçado,
Andorinhas espreitavam pra te ver!...


És razão que liberta a voz do tempo
Numa manhã cantada pelo vento,
Quando o Sol nas rochas vem morar....


Nunca esqueças, a nobreza da razão,
E verás que nossas almas também são,
Duas gaivotas brancas sobre o mar...

Germany 13-07-09

SEARA DE CULTURA
http://www.fersi.de/

* OS SEGREDOS E A CURA DA ALMA FEMININA * nos últimos anos a mulher tem realizado conquistas essenciais , como encontrar o equilíbrio emocional ?

Os Segredos e a Cura da Alma Feminina

Como curar os estigmas da alma feminina?Como conciliar vida profissional e afetiva?Como amar e ser amada?Nos últimos anos a mulher tem realizado conquistas essenciais. Seu papel na sociedade modificou bastante. Hoje, além de ser mãe e dona de casa, geralmente trabalha fora, estuda, namora. A mulher é uma profissional extremamente importante para o mercado de trabalho devido à sua flexibilidade e sensibilidade, qualidades regadas de muita competência.Como encontrar o equilíbrio emocional em meio a toda essa movimentação? Como desempenhar todas essas funções e, ainda, a vida afetiva?A independência da mulher é merecida e extremamente necessária, porém, do ponto de vista amoroso, cada dia mais as mulheres estão sozinhas. Na minha experiência como terapeuta, o maior desejo da mulher é de se libertar das feridas de sua alma, as feridas que vivem através de sua história pessoal e da história de suas ancestrais. A mulher quer resgatar sua feminilidade sem perder o poder e a capacidade conquistada com anos de luta. A mulher quer resgatar a sua essência danificada pelas máscaras que tem que usar para não parecer frágil.A mulher quer amar e ser amada, com poder, independência, vivendo um relacionamento equilibrado. Ela está em busca de sua felicidade e precisa encontrá-la rapidamente.Qual o segredo para a cura da alma feminina?Um dos caminhos é o autoconhecimento. Em meio a tantas transformações, conhecer-se, identificar-se, centrar-se, situar-se são maravilhosos instrumentos para cura da alma feminina. Quando a mulher entra em contato com a sua dor é mais fácil descobrir qual o caminho a seguir para fortalecer a auto-estima, curar estigmas, resgatar o feminino essencial. Se “re-conhecendo” fica mais fácil perceber os seus sentimentos e seus comportamentos e verificar o que pode ser mudado para deixá-la mais inteira e harmonizada.

Soraya Mariani

Sunday, July 12, 2009

* A SABEDORIA DOS CICLOS FEMININOS * a mulher é portadora de uma das funções mais sagradas , ela é a própria criação ...

“A Sabedoria dos Ciclos Femininos”
Patrícia Cuoccollo
A mulher é portadora de uma das funções mais sagradas que é ser a “Guardiã dos Ciclos”.
Nas culturas ancestrais, ela era reverenciada e associada ao próprio Princípio Divino Feminino, pois trazia em seu vaso sagrado (ventre) a possibilidade de criar vida de dentro do seu próprio corpo e nutrir essa vida com o alimento gerado dentro dele. Ela é a própria criação.
O período da Menstruação era o período que elas se retiravam para a Tenda Vermelha para realizarem seus rituais, para se regenerarem, para se conectarem com suas ancestrais e sua intuição.Utilizavam o poder de purificação das ervas e fertilizavam a terra e seus projetos com o poder do sangue menstrual. Vertiam seu sangue diretamente na terra , o sangue era o poder da vida e era responsável por gerar vida.
No Antigo Egito muitos faraós antes de serem enterrados eram pintados com o sangue menstrual para a garantia de seu renascimento.
Lua, Sangue e Mulher sempre estiveram associadas. Em várias línguas as palavras menstruação e Lua são as mesmas ou estão relacionadas. Notem que “mens” significa “Lua”.O momento da menstruação é o momento que a Mulher está com os “portais” abertos, pois quando o sangue verte, algo na mulher está morrendo para renascer.O endométrio se descola da parede do útero para iniciar o processo de regeneração. A partir desse ponto o útero se prepara para receber uma nova vida, que pode ser um filho, ou alguma produção criativa, como um projeto novo, um relacionamento, um trabalho, uma amizade, um caminho espiritual, entre outros.
A essência da mulher é ser portadora dos ciclos de vida - morte - vida, e quando ela não dá atenção para essa natureza sábia - que tem sua representação máxima no ciclo menstrual, acaba muitas vezes adoecendo do corpo e da alma.
Tpm, cólicas, dificuldade de engravidar, doenças no útero, ovários e seios, podem ter origem no fato da mulher ter se distanciado de sua natureza cíclica e sábia, onde sua capacidade de silenciar para ouvir a própria intuição e as mensagens de seu reino interior ficou para trás, com prejuízos drásticos para seu equilíbrio físico - psíquico - espiritual .
Uma das formas de reconexão com essa natureza é criar o hábito de analisar os ciclos, anotar a lua que geralmente chega a Menstruação (a Velha Sábia), e aprofundar na essência mutável de cada fase da Lua - (Lua Nova - o início dos ciclos, Lua Crescente - o amadurecimento , Lua Cheia - a colheita , Lua Minguante - a avaliação do que continua e do que escolho me desapegar para dar início a um novo ciclo) .
Outra maneira é participar de Círculos de Mulheres , onde através do olhar, dos gestos, da palavra e da dança de cada uma , é resgatado novamente o poder dos Mistérios Sagrados Femininos e onde são curadas as feridas da Alma da Mulher!

Fonte: Internet_Espaço Integração

* VOCÊ PODE CURAR SUA VIDA * Louise L. Hay - a influência que as emoções exercem sobre nossa atitude e a somatização de emoções negativas ...

"Você Pode Curar Sua Vida"
Louise Hay
"Você é inteiramente responsável por sua vida". Essa é uma das arfirmações que a autora mais enfatiza no decorrer do livro. A autora discorre sobre a influência que as emoções exercem sobre nossa atitude perante a vida e, como a somatização de emoções negativas pode nos conduzir à diversas doenças. Inúmeras pesquisas foram realizadas como o intuito de se comprovar tal crença. Contudo, avançamos bem pouco se considerarmos nosso potencial e o quanto usufruimos do mesmo. Diz-se que não usamos sequer 10% de nosso potencial. A autora passeia pelas diversas áreas da vida humana. Trabalho, amor, saúde, relacionamentos, todas analisadas de maneira bastante objetiva. Cada capítulo se encerra com uma oração que funciona como uma forma de se "limpar a mente" de pensamentos e crenças negativas acumulados até então. No final do livro, encontramos uma espécie de lista de vários tipos de doenças correlacionadas com as emoções que as geram. Segundo Louise Hay, existe em nós uma crença enraizada e bastante comum, de que "não somos bons o bastante". Isso geraria em nós uma baixa auto-estima e, consequentemente, o sentimento de que não merecemos ser felizes. À partir desse pensamento, criamos em nós emoções negativas e agimos de maneira autodestrutiva. A mudança primordial que a autora destaca baseia-se na maneira como nos enxergamos. A capacidade que tenho de me amar e me aceitar da forma como sou, determina o respeito por mim mesmo e pelo outro. A medida que sou capaz de amar o outro, é determinada pelo amor que alimento por mim mesmo. É imprescindível que aprendamos a perdoar os erros dos outros mas, sobretudo, nossos próprios enganos. Faz parte da estrada da vida, cair e levantar. Ser humilde, compreensivo, amoroso, conosco, é evidentemente uma das formas mais sublimes de se aprender a amar. Afinal, só o amor cura!
Louise Hay
Louise L. Hay é autora e conferencista de fama internacional. Mora em Santa Mónica, na Califórnia, e a sua própria editora já publicou dezoito best-sellers sobre auto-ajuda e meditação. Estas obras foram traduzidas em mais de vinte e cinco linguas e editadas em trinta e três países.Desde o início da sua carreira, em 1981, como ministra da Ciência da Mente, Louise L. Hay já ajudou milhares de pessoas a descobrir e a usar todo o potencial dos seus poderes criativos no crescimento pessoal e na autocura.

Saturday, July 11, 2009

* ABNEGAÇÃO * a evolução espiritual é um fenômeno bastante complexo , que se dá em sucessivas fases ...

Abnegação

A evolução espiritual é um fenômeno bastante complexo, que se dá em sucessivas fases. No começo, predomina a natureza corpórea. Dominada pelos instintos, a criatura dedica seu tempo e seu interesse a atividades comezinhas. Comer, vestir-se, abrigar-se, procriar e cuidar da prole, eis a que se resumem suas preocupações. Nesse período, o egoísmo é marcante. Os instintos de conservação da vida e da preservação da espécie têm absoluta preponderância. Com o tempo, o ser começa a desvincular-se de sua origem. A inteligência se desenvolve, o raciocínio se sofistica e o senso moral desabrocha. As invenções tornam possível gastar tempo com questões não diretamente ligadas à sobrevivência. Viver deixa de ser tão difícil, sob o prisma material. Em compensação, começam os dilemas morais. Com a razão desenvolvida, a responsabilidade surge forte nos caminhos espirituais. O que antes era admissível passa a ser um escândalo. A sensibilidade se apura e a criatura aspira por realizações intelectuais e afetivas. Essa nova sensibilidade também evidencia que o próximo é seu semelhante, com igual direito a ser feliz e realizado. Gradualmente se evidencia a igualdade básica entre todos os homens. Malgrado possuidores de talentos e valores diversos, não se distinguem no essencial. Uma chama divina os anima e a todos conduzirá aos maiores cimos da evolução. Contudo, o abandono dos hábitos toscos das primeiras vivências não é fácil. Séculos são gastos na árdua tarefa de domar vícios e paixões. As encarnações se sucedem enquanto o Espírito luta para ascender. O maior entrave para a libertação das experiências dolorosas é o egoísmo, que possui forte vínculo com o apego às coisas corpóreas. Quanto mais se aferra aos bens materiais, mais o homem demonstra pouco compreender sua natureza espiritual. O Espírito necessita libertar-se do apego a coisas transitórias. Apenas assim ele adquire condições de viver as experiências sublimes a que está destinado. Quem deseja sair do primitivismo deve combater o gosto pronunciado pelos gozos da matéria. O melhor meio para isso é praticar a abnegação. Trata-se de uma virtude que se caracteriza pelo desprendimento e pelo desinteresse. A ação abnegada importa na superação das tendências egoístas do agente. Age-se em benefício de uma causa, pessoa ou princípio, sem visar a qualquer vantagem ou interesse pessoal. Certamente não é uma virtude que se adquire a brincar. Apenas com disciplina e determinação é que ela se incorpora ao caráter. Mas como ninguém fará o trabalho alheio, é preciso principiar em algum momento. Comece, pois, a praticar a abnegação. Esforce-se em realizar uma série de atitudes com foco no próximo. Esqueça a sua personalidade e pense com interesse no bem alheio. Esse esforço inicial não tardará a dar frutos. O gosto pelo transitório lentamente o abandonará. Ele será substituído pelos prazeres espirituais. Você descobrirá a ventura de ser bondoso, de amparar os caídos e de ensinar os ignorantes. Esses gostos suaves e transcendentes o conduzirão a esferas de sublimes realizações. Pense nisso.
Redação do Momento Espírita.

Friday, July 10, 2009

* UMA NOVA VISÃO DO AMOR * Flávio Gikovate

"Os relacionamentos devem se basear muito mais em laços de amizade que de dependência." O psicoterapeuta Flávio Gikovate defendeu essa tese em sua primeira grande obra a respeito do amor, em 1990. Em toda sua produção seguinte ele trata do tema com base nos fundamentos que aparecem neste texto. No livro Uma nova visão do amor , ele tece relações entre amor, casamento, solidão e individualidade, passando pelo tão falado tema da paixão. E propõe uma nova maneira de enxergar a relação entre duas pessoas, apontando a vaidade como um dos principais obstáculos à felicidade e mostrando que o uso da razão é um dos caminhos para viver plenamente o amor.Partindo de considerações pessoais muito peculiares, sempre apoiadas em sua experiência clínica de mais de quarenta anos, Gikovate parte do princípio de que o amor, por ser considerado o mais nobre dos sentimentos, raramente é associado a elementos negativos, o que impede uma reflexão crítica sobre ele. Além disso, o quase obrigatório contraponto entre esse sentimento e a razão leva à depreciação da segunda. Por isso, Gikovate apresenta novas formas de relacionamento, baseadas na consciência de que somos seres plenos e não apenas metades em busca de complemento. "O amor dito 'romântico' é imaturo e regressivo e não condiz com uma relação de boa qualidade. O amor é um sentimento que temos pela pessoa cuja presença provoca em nós a sensação de paz e aconchego que perdemos ao nascer. A mãe é o nosso primeiro objeto de amor. Quando crescemos e nos tornamos independentes, queremos nos entreter com outras coisas, mas, vez por outra, nos sentimos inseguros e corremos atrás do aconchego físico materno. Portanto, o amor é o sentimento que se tem pela pessoa com a qual você supre a sensação de desamparo, de incompletude. Mas essa sensação de que falta alguma coisa não pode ser preenchida por outra pessoa. Temos de nos resolver interiormenteantes de nos unir a alguém", afirma o autor.Gikovate acredita que a maioria das pessoas gosta mais de sonhar com o amor do que viver uma relação correspondida para valer. Alguns amam sem ser amados. Outros são amados, mas não amam. Poucos amam e são amados da mesma forma. "Parece que boa parte das pessoas tem dentro de si um grande medo do amor, medo que predomina sobre o desejo. Assim, prevalece o medo de perder a individualidade e, principalmente, o medo da felicidade", diz. As relações afetivas, segundo o psicoterapeuta, estão passando por profundas transformações e revolucionando o conceito de amor. "A maturidade emocional é uma conquista, você aprende a dar na mesma medida em que recebe. E isso incluiu trabalhar a individualidade. Quem se acostuma a viver vários relacionamentos que acabam não dando certo está insistindo nessa noção de amor antiquada, que não leva em conta que o mundo mudou. Portanto, o primeiro passo é aceitar esse processo de mudança e buscar uma relação compatível com os tempos modernos. Na qual exista individualidade, respeito, alegria e prazer de estar junto, e não mais uma relação de dependência, em que um responsabiliza o outro pelo seu bem-estar." Para Gikovate, o amor do futuro é o que ele chama de +amor: a aproximação de duas pessoas inteiras e não de duas metades.O autorFlávio Gikovate é médico psiquiatra formado pela USP em 1966. Trabalha com psicoterapia breve, tendo atendido mais de oito mil pacientes. É conferencista e autor consagrado, com várias obras publicadas - inclusive no exterior -, que somam mais de 600 mil livros vendidos.

Thursday, July 09, 2009

* O FINAL DA JORNADA * poema de Sandra Waihrich Tatit

Penso agora como será meu amanhã ,
tantas coisas , tantos fatos , tanta vida ...
certamente tudo vai chegar ao mesmo ponto ,
o ponto de chegada ,
o final da jornada .
A derradeira despedida ,
todos nós a vivemos .
A eterna partida .
Muitos desafios vividos ,
no caminho tantas pedras , tantas flores ,
assim foi assim será ,
eterna continuidade de ciclos ,
uma vida vivida por amor , por paixão
com amor , com paixão .
Muitas coisas se fragmentaram ,
se esfacelaram .
outras se eternizaram ,
doce tarefa de existir !
Os caminhos foram tantos ,
os lamentos e as lágrimas .
O prazer e a dor .
O eterno amor , amor de sempre .
Amor de minha vida ,
vida bem vivida ,
até a hora da partida .
Assim deve ser , assim será!



Sandra Waihrich Tatit
Meus Poemas de Improviso

Wednesday, July 08, 2009

* POEMA SEM PONTOS * poema de Sandra Waihrich Tatit

quantos dias a chorar
construindo caminhos que sabia ilusórios
passageiros e vazios
entregando-me aos efêmeros momentos de paixão
de ilusão e dor
tudo menos amor
emoções fortuitas
inacabadas inusitadas e vazias
adornadas de melancolia
angústia e nostalgia
sutil ironia de perder para não mais ter
correr em busca de outros momentos
talvez à espera do esquecimento
outros amores e novos tormentos
amar é assim
despedaçar-se e morrer aos poucos
tempos passaram
muitas luas muitos sóis muitas amarguras
lágrimas entoavam a cantiga pura
da profunda ternura
ao alcance das mãos e dos sentidos
e tão distante dos olhos
presentes em meus pensamentos
distantes de meus momentos
surge então o arrependimento
arrependimento de que ?
se é este vazio de ti que me faz em paz ...

Sandra Waihrich Tatit
Meus Poemas de Improviso
Direitos Autorais Protegidos

* ÉS IMPOSIBLE SER FELIZ ESTANDO SOLO ? * está claro que todo tiene un precio ...

¿Es Imposible Ser Feliz Estando Solo?
Flávio Gikovate

Vengo insistiendo en el hecho de que todos nosotros tenemos una sensación de agujero, de que algo nos falta. Tenemos, pues, un sentimiento de inferioridad que es universal. Está presente en todas las personas, incluso en aquellas que se muestran orgullosas y confiadas en sí mismas; son apenas criaturas mentirosas, además de competentes en las artes escénicas.
Ha sido el constatar esa sensación lo que ha llevado al poeta a afirmar: “es imposible ser feliz solo”. O sea, la sensación de la armonía que buscamos sólo podrá ser encontrada a dos, en la unión amorosa. Esa ha sido también la posición que he asumido en los últimos veinte años. He defendido el amor romántico, la alianza intensa y fuerte entre un hombre y una mujer, como el gran remedio para el desamparo que nos acompaña. He resaltado que la sensación de desamparo venía aumentando, pues hasta hace algunas décadas atrás, el amparo protector era resultado de la fuerte alianza que unía a las familias en clanes.
Las grandes familias rurales, llenas de hijos, sobrinos y tíos, creyentes en Dios y que, juntamente con otras familias, formaban comunidades donde todos se conocían, atenuaban grandemente el desamparo. Está claro que todo tiene un precio. En esos grupos no había espacio para la individualidad, opiniones divergentes o excentricidades.
La vida en las grandes ciudades es hoy bastante más libre y tolerante con el ejercicio de una forma personal de ser. Por otra parte, la sensación de soledad ha aumentado mucho. Usamos esa palabra – de fuerte connotación negativa que provoca pavor tan sólo con pronunciarla – para definir el dolor que se deriva de sentirnos incompletos. Considero que la soledad implica además cierta vergüenza, como si la persona se sintiese menos competente para encontrar un compañero. Podría, no obstante, ser diferente: tal vez deberíamos sentir orgullo de nuestra capacidad de permanecer en soledad, cosa difícil y que no todo el mundo consigue.
El amor romántico apareció como el gran neutralizador de la soledad creciente, llegada con la industrialización y con la migración hacia los centros urbanos. En el pasado, el matrimonio se realizaba mediante conciertos familiares; ahora es fruto del amor, de la elección voluntaria de los jóvenes, más dueños de sus vidas y de sus destinos. El amor ha aparecido – y ha sido alabado por todo el mundo, inclusive por mí – como el gran remedio para nuestro desamparo, como algo que nos permite sentir la completitud y la armonía perdidas, pero presentes en algún rincón de nuestra memoria.
En la práctica, sin embargo, las cosas no vienen sucediendo exactamente tal como preveíamos. El cuento de hadas en que nos hemos embarcado ha venido tropezando en varios obstáculos. El mayor de ellos deriva de una cierta tendencia hacia el crecimiento de nuestra individualidad. Continuamos soñando con el amor, es verdad; pero estamos cada vez menos dispuestos a hacer concesiones, a ceder a las presiones del compañero. El deseo romántico quiere a la pareja siempre cercana, al paso que cada individuo puede estar interesado en ir hacia una dirección diferente. Ahí se traba una inevitable y fatigosa lucha por el poder, en la cual ninguno queda satisfecho.
Y en este punto de las reflexiones, es cuando me hice una pregunta: ¿somos de veras incompletos o apenas nos sentimos así? Confieso que me he sentido algo confuso, incluso aturdido, cuando me deparé con una respuesta obvia, pero que jamás se me había ocurrido. La sensación de no estar completos no es obligatoriamente la expresión de un hecho. El trauma del nacimiento nos marca y provoca esa sensación. Pero somos individuos enteros y completos. Pensar así podrá conducirnos a una fascinante aventura. Profundizaremos un poco en esa senda en las próximas columnas.
Flávio Gikovate , médico psicoterapeuta e escritor .

Tuesday, July 07, 2009

* ARTE COMO TERAPIA * valor das expressões artísticas nas culturas humanas ...

Arte-terapia significa qualquer procedimento psicoterapêutico que utiliza a mediação, a expressão artística, facilitando a expressão e a comunicação, sem necessitar da palavra. Estas têm em comum objetivar a representação visual do domínio figurativo, pela transformação da matéria além de favorecer o encontro de imagens conflitantes.A arte-terapia é orientada por várias tendências. As que mais se aproximam da clinica psicoterápica situam como atividades plásticas tendo o efeito desejado somente com as trocas verbais sobre o conteúdo e a obra. Neste sentido, a expressão é utilizada como um recurso para consentir a comunicação verbal ou como meio de estabelecimento da comunicação.Um dos objetivos terapêuticos das atividades artísticas é justamente tirar o sujeito do seu delírio por intermédio da lei da matéria.O trabalho do arte-terapeuta é estimular o paciente a criar, até a finalização da obra, observando a elaboração das imagens dos pacientes, percebendo suas atividades e reações sucessivas e ouvindo aquilo que diz durante o seu trabalho. Aí então os comentários são estimulados.Para tais procedimentos, faz-se fundamental todo um domínio da técnica a ser utilizada, assim como o domínio de elementos teóricos que lhe permitam observar cada indivíduo de um ponto de vista funcional.Assim sendo, convém ao arte-terapeuta que conheça tudo aquilo que propõe, tanto de sua técnica, quanto das teorias psicológicas que levam em conta o processo de formação de imagens e da construção das representações, além também de dominar todo conteúdo de sua arte.O papel do arte-terapeuta é acompanhar o processo do paciente, criando uma atmosfera favorável em que o paciente possa experimentar a comunicação direta( é a comunicação que não está na palavras). Desta forma o arte-terapeuta vai ajudar aos pacientes a superar seus obstáculos, encontrados através de suas intervenções.Com isso, os conhecimentos teóricos e práticos da arte-terapia estão direcionados a todos aqueles em buscar o bem estar, no sentido de estar bem consigo mesmo aceitando plenamente a condição de estar vivo.
TERAPIAS EXPRESSIVAS
É conhecido o valor das mais variadas expressões artísticas nas culturas humanas. A arte tem uma função simbólica, permitindo ao homem se expressar e ao mesmo tempo perceber significados atribuídos à sua vida sua eterna busca por um equilíbrio com o meio em que vive.Além da função social, a arte pode ter uma função terapêutica, onde não só artista externaliza o seu mundo interior e o expressa por uma simbolização, como também provoca no público participante a mesma possibilidade de dispor de sua emoção. Mas este não é o primeiro objetivo de um espetáculo. A arte é necessária para o homem conhecer e modificar o mundo.Na arte-terapia são usados recursos plásticos com fins psicoterápicos, enquanto na arte educação o objetivo é a aprendizagem. Na arte terapia expressiva, são usados : desenhos, movimentos, dança, som, música, escrita, além dos recursos plásticos.
Fonte de Pesquisa: Internet e meu livro"Uma Nova Dimensão Da Arte em Educação"

Monday, July 06, 2009

* COMO VIVER COM OS OUTROS * eles sempre têm algo que não possuimos ...

Ciência mais difícil que até hoje encontramos foi a de viver em conjunto,
e o mais interessante é que precisamos desse intercâmbio para viver.

A lei nos condicionou a essas necessidades biológicas e espirituais.
A própria vida perde o sentido se nos isolarmos das criaturas.
Elas têm algo que não possuímos
e nós doamos a elas certos estímulos que a natureza lhes negou.
Vemos nisto a presença de Deus,
levando-nos ao amor de uns para com os outros.
E assim aprendemos a amar por Amor.
A sociedade cada vez mais se aprimora,
desde quando seus membros passam a se respeitar mutuamente,
entrosando as qualidades e desfrutando da fraternidade na convivência.
A sociedade é, pois, a flor do aprimoramento humano. No entanto, essa sociedade não pode existir sem o lar.
Ela se desarmoniza se deixar de existir a família,
que é o sustentáculo da harmonia que pode ser desfrutada pelos homens, em todos os rumos dos seus objetivos.
Se queres paz em teu lar, começa a respeitar os direitos dos que convivem contigo.
Se romperes a linha divisória dos direitos alheios, afrontarás a tua própria paz.
Quem somente impõe suas idéias, passa a ser joguete dos pensamentos dos outros, às vezes, sem perceber. Estuda a natureza humana, pelos livros e pela observação,
que a experiência te dirá os caminhos a tomar e a conduta a ser seguida.
Vê como falas a quem te ouve e como ouves a quem te fala e, neste auto-aprendizado, as lições serão guardadas em lugares de que a vida sabe cuidar.
Não gastes teu tempo em palavras que desagradam, nem em horas de silêncio que desapontam. Procura usar as oportunidades no bom senso que equilibra a alma.
Procura conversar com os outros na altura que eles já atingiram.
Isso não é disfarce, é respeito às sensibilidades, é sentir-te irmão de todos em todas as faixas da vida. Ao encontrares uma criança, não passas a ser outra para que ela te entenda? Assim deves fazer nas dimensões da vida humana em que te encontras.
A felicidade depende da compreensão, que gera Caridade, que gera Amor.
Conviver com os outros é, realmente, uma grande ciência, é a ciência da vida. Fomos feitos para viver em sociedade. Se recusarmos, atrofiamo-nos e disso temos provas observando as plantas que frutificam mais em conjunto; as pedras, que dão mais segurança quando amontoadas, e os animais, que sempre andam em convivência. Tudo se une para a maior grandeza da criação.
Essas lições não são somente para os encarnados. Os espíritos, na erraticidade, igualmente obedecem a essa grande regra de viver bem. Nós nos unimos em todas as faixas a que pertencemos, no entusiasmo do bem, que nos dá a vida.
Aprendamos, pois, a conviver, a entender e respeitar os nossos irmãos que trabalham e vivem conosco, que tudo passará a ser, para nós, motivo de felicidade, onde enxergaremos somente o Amor.
Contrariar as leis que nos congregam é desagregar a nossa própria paz.
E para aprender a viver bem com os outros, necessário se faz que nos eduquemos em todos os sentidos, que nos aprimoremos em todas as virtudes.
Sem esse trabalho interior, será difícil alcançar a paz imperturbável no reino do coração

Pelo espírito de Lancellin , psicografia João Nunes Maia , do Livro Cirurgia Moral.

Sunday, July 05, 2009

* SEU CORPO DIZ O QUE VOCÊ PENSA * o corpo dá pistas a respeito da intensidade das nossas emoções ...

Seu corpo diz o que você pensa
Por Reinaldo Polito
Criança tem cada uma! Essa história movimentou a garotada da minha rua durante um bom tempo, e até hoje respinga nas conversas entre aqueles que protagonizaram cenas que dariam inveja aos mestres da ficção.Tive um amigo de infância, Ariovaldo, que durante um bom tempo sofreu porque achava que as outras pessoas conseguiam ouvir seus pensamentos. Se estivesse conversando com alguém e surgisse um pensamento negativo, rápido cuidava de pensar em algo diferente porque tinha certeza de que o interlocutor ouvia tudo o que se passava em sua cabeça.Como não tolerou a pressão, caiu na besteira de abrir a alma e contar essa sua insegurança para um 'capetinha' do grupo, Serjão. Sua vida, que já andava de cabeça para baixo, virou de vez um inferno. Serjão anunciou a esquisitice do Ari a todo ser que respirava.Depois dessas inconfidências, assim que ele aparecia na esquina sempre havia um moleque para azucrinar seu sossego: 'Ari, se você continuar pensando essas besteiras sobre minha irmã, vou te encher de porrada'. E o Ari que até então ficava vermelho, daí para frente começou a ficar roxo.Encheram tanto a paciência do pobre do Ari, que, de repente, num estalo, ele percebeu o tamanho da asneira que havia criado para si mesmo, e se juntou ao grupo fazendo autogozação. Antes que alguém dissesse alguma coisa ele se antecipava: 'Meus pensamentos são um livro aberto. Aí perdeu a graça e deixaram o Ari em paz'.Nossos pensamentos não têm voz, não falam independentemente de nossa vontade. Entretanto, todo o nosso corpo fala -e muito!Nossos pensamentos não falam, como imaginava o Ari, contudo, é possível perceber a partir dos sinais dados pelo corpo o que estamos verdadeiramente sentindo e se a mensagem transmitida pelas palavras é ou não consistente, se possui ou não coerência.Na obra Human Communication, Stewart L. Tubbs e Sylvia Moss dizem: 'Uma interessante questão levantada por Ekman é se as pistas dadas pelos movimentos do corpo são diferentes daquelas dadas pela cabeça e pelos movimentos faciais. Suas descobertas indicam que a cabeça e o rosto sugerem qual emoção está sendo experimentada enquanto o corpo dá pistas a respeito da intensidade dessa emoção. As mãos, contudo, podem nos dar as mesmas informações que nós recebemos da cabeça e do rosto'.Pelo que disseram esses estudiosos, se não houver coerência e harmonia entre as palavras, os sentimentos transmitidos, a entonação usada, os sutis movimentos do corpo, a expressão facial, os gestos -enfim a coerência e harmonia nos traços de uma mesma linguagem- nossa comunicação estará seriamente prejudicada e o nosso preparo, confiança e credibilidade questionados.Todos esses aspectos estão relacionados à competência da comunicação. Nas diferentes fases da formação as pessoas aprendem a usar de maneira adequada o tom da voz, os gestos, a comunicação facial, as reações do corpo, enfim, desenvolvem habilidades que as preparam para conviver naturalmente em sociedade.De acordo com a cultura em que são educadas, as sutilezas são incorporadas na maneira de se comunicar e de se expressar: um discreto levantar de sobrancelha, que indique surpresa. Uma quase imperceptível mordida no lábio inferior, que demonstre ansiedade. Um rápido tamborilar com os dedos que informe impaciência.Ainda nessa fase de aprendizado a pessoa descobre até que ponto pode ou não tocar ou se aproximar fisicamente dos outros, qual o tom de voz apropriado para as mais diferentes situações e todas as reações próprias para uma boa convivência. Com o passar do tempo esse comportamento é naturalizado e constantemente monitorado.Anthony Giddens na obra 'Modernidade e identidade', afirma que 'aprender a tornar-se um agente competente -capaz de se juntar aos outros em bases iguais na produção e reprodução de relações sociais- é ser capaz de exercer um monitoramento contínuo e bem-sucedido da face e do corpo'.Deduz-se, portanto, que para o indivíduo se sentir competente precisa manter o domínio sobre o corpo em todas as situações sociais. Além disso, o autor afirma que 'ser um agente competente significa não só manter tal controle contínuo, mas ser percebido pelos outros quando o faz'.Se, por acaso, a primeira condição não puder ser atendida, ou seja, a pessoa não conseguir manter o controle do corpo, ela perderá sua proteção, e sua confiança básica será ameaçada. Conseqüentemente a segunda condição será afetada, pois os outros perceberão este descontrole e poderão desconfiar da sua competência.Por isso vale a pena investir no autoconhecimento, no aprimoramento da comunicação para que possa dominar suas ações e ser visto como uma pessoa segura e confiante. Com esses atributos você conquistará mais credibilidade e admiração ao falar e se relacionar com as pessoas.Por incrível que pareça, então, o Ari não era tão esquisito assim. Seu corpo, realmente, podia revelar seus pensamentos -até que ele bem era normalzinho!
SUPERDICAS DA SEMANA✺ Invista no aprimoramento da comunicação✺ Aprenda a dominar as ações do seu corpo✺ Procure levar para todas as situações seu comportamento natural✺ Aprenda a 'ler' a linguagem do seu corpo e das outras pessoas✺ Observe sempre se há coerência entre o que as pessoas falam com as palavras e com o corpo.